Quem Somos

ESTATUTO DO CENTRO DE ACONSELHAMENTO, ASSISTÊNCIA INTEGRAL E TREINAMENTO: INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE.

Capítulo I – DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FINS. O Instituto Laços de Solidariedade é uma Instituição sem fins lucrativos, filantrópica, de direito privado, interdenominacional. Com Sede e Foro na cidade de Joinville-SC.

Art. 1º. O CENTRO DE ACONSELHAMENTO, ASSISTÊNCIA INTEGRAL E TREINAMENTO: INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE, também designado pela sigla, CAAIT, constituído em 05 de agosto de 2006, de direito privado, sem fins lucrativos, filantrópica, interdenominacional, de duração por tempo indeterminado, com sede e foro no município de Joinville, Estado de Santa Catarina.
Art. 2º. O CENTRO DE ACONSELHAMENTO, ASSISTÊNCIA INTEGRAL E TREINAMENTO: INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE tem por finalidades:

I – PREVENÇÃO ao HIV/AIDS, ÁLCOOL e outras DROGAS em instituições de ensino, empresas, instituições religiosas e comunidade em geral.

II – APOIO: emocional e espiritual a portadores do HIV/doentes de Aids e pessoas com problemas emocionais diversos, objetivando uma casa de apoio.

III – ASSISTÊNCIA secundária e terciária a dependentes químicos: Triagem, Aconselhamento, Acompanhamento, e Encaminhamento para tratamento especializado até que o CAAIT tenha uma infra-estrutura adequada para atendimento integral, com alojamentos.

IV – ASSISTÊNCIA SOCIAL a indivíduos carentes, institucionalizados, população que mora e ou vivem nas ruas e população vivendo em estado de extrema pobreza; distribuição de refeições, cestas básicas, banho, remédios, distribuições de roupas, material de limpeza e higiene pessoal, objetivando no futuro uma assistência em nível de centro-dia e casas-lares.

V – CAPTAÇÃO DE RECURSOS: Financeiro, Material e Humano para canalização e distribuição a entidades sociais carentes de recursos e implementação e ampliação dos programas e projetos do CAAIT.

VI – VISITAS e apoio à hospitais, asilos, orfanatos, presídios e domicílios.

VII – TREINAMENTO e EDUCAÇÃO:

a) Formação de educadores sociais na área da saúde, nutrição, especialmente nas questões do HIV/Aids, álcool e outras drogas;

b) Formação de Conselheiros para trabalhar com portadores do HIV/doentes de Aids, dependentes de álcool e outras drogas e pessoas com problemas emocionais diversos.

c) Formação de Gestores sociais; reforço escolar; cursos profissionalizantes; cursos da linha do ofício para menores aprendizes.

Missão

O Instituto Laços de Solidariedade trabalha na promoção à saúde: física-emocional, mental, social e espiritual dos assistidos pelos Programas bem como na formação e capacitação de voluntários.

Visão

Visão: Implantar um Centro de excelência, referência e consultoria, em Assistência Integral e Treinamento para formação de voluntários voltado ao terceiro setor na área de projetos sociais e de assistência.

População-Alvo

  1. População que mora e/ou vive nas ruas
  2. Dependentes de álcool e outras drogas
  3. Portadores do HIV/doentes de AIDS
  4. Pessoas com Problemas Emocionais Diversos

Projetos: Implantar um Complexo com: um Centro de Aconselhamento 24 Horas por Telefone e Atendimento Pessoal; Centro-dia de atenção à População de rua, Casa de Apoio; Casa de Passagem; República; Casas-Lares; Hospital de Desintoxicação e um Centro de Treinamento Integral.

Lema

Pergunta: NINGUÉM FAZ NADA???

Resposta: POR QUE NÃO COMEÇA POR VOCÊ???

(Agosto-1992)

Nossa crença

“A religião que DEUS, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo”

Tiago 1:27

Porque tive fome, e destes-me de comer, tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me…quando fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.”

Mateus 25:35,36

Mandamento

Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração,e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento;

Amarás o teu próximo como a ti mesmo.”

Quem sou eu?

Meu nome é Neusa Maria Alcântara e trabalho desde 1992 (16 anos) com Aconselhamento, Treinamento para Formação de Conselheiros e educadores sociais, Seminários de: Aconselhamento e Cura Interior. Palestras sobre: Alcool e outras Drogas. Minha formação e experiência se deu nas ruas e praças, favelas, hospitais e presídios de Curitiba-PR e na favela Cidade de Deus no Rio de Janeiro-RJ. Encontrei meu verdadeiro sentido de vida quando descobri minha MISSÃO aqui na terra. Não tenho nenhuma pretenção político-partidária, apenas disse SIM ao meu CHAMADO, à minha MISSÃO, no qual me foi confiada aqui na TERRA. Sou uma simples e humilde pessoa procurando ser uma cidadã socialmente responsável pelas causas sociais.

Frentes de Trabalho:

  1. Prevenção
  2. Assistência
  3. Treinamento

O Instituto ainda está em fase de formação, sendo que os serviços sociais serão implantados e melhorados gradativamente, conforme infra-estrutura disponível. São necessários mais voluntários para execução das atividades. E também são necessários contribuintes e doações de recursos materiais e financeiros, para equipar a sede e manter o funcionamento.

Seja um VOLUNTÁRIO!
Seja um MANTENEDOR!

Seja um DIVULGADOR!
Seja um INTERCESSOR!

Fones: (47) 3028-6767 Cel. (47) 9922-8893

E-mail: neusa64@gmail.com

Contato: Neusa Maria Alcântara
Presidente-Fundadora

Contribuição para a Instituição:

(toda a arrecadação é canalizada para os fins estatutários, todos somos voluntários)

Banco do Brasil

Agência 0828-1

Conta-Corrente 20101-4

BRADESCO

Agência 3018-0

Conta-Corrente 6021-6

Disponibilizamos de Recibos e Balanço Social e Financeiro

REGIMENTO INTERNO DO INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE

1.DO INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE
1.1. O Instituto Laços de Solidariedade é uma instituição sem fins lucrativos, filantrópica e de direito privado, com sede em Joinville – SC.
1.2. O Instituto Laços de Solidariedade é uma instituição interdenominacional, baseada em princípios cristãos, porém não está vinculada a uma denominação específica.
1.3. O Instituto tem como sua missão a Promoção da Assistência da Saúde Integral.
1.4. O Instituto tem como visão, tornar-se uma referência em excelência na Assistência Integral de Assistidos pelos Programas Sociais, bem como também no Treinamento de Voluntários, atravessando fronteiras.
1.5. O Instituto tem como princípios:
1.1.1.A solidariedade, acreditando que o trabalho voluntário e a doação espontânea das pessoas podem prover os recursos humanos, materiais e financeiros para auxiliar ao próximo.
1.1.2.O bem estar integral para todos, acreditando que o ser humano deve ser auxiliado a obter o seu bem estar integral tanto nas necessidades físicas, emocionais, sociais e espirituais, independente de condição social, idade, sexo, profissão, ideologia política ou credo religioso. Acreditamos que juntamente com o governo, a sociedade civil organizada e os cidadãos socialmente responsáveis devam auxiliar as pessoas na busca desse bem estar integral.
1.1.3.A valorização da vida, acreditando que por mais graves que sejam os problemas materiais, físicos, emocionais, sociais ou espirituais de uma pessoa, sempre valerá a pena lutar pela vida.
1.1.4.Capacitação, acreditando que pessoas solidárias possam e devam ser capacitadas para exercer atividade voluntária com competência.
1.1.5.O exemplo Cristão, acreditando que devemos seguir o exemplo solidário de Cristo, que nos ensinou a Amar e a Servir ao Próximo.
1.1.6.Responsabilidade e Ética, Acreditando que a Ética, o Sigilo, o Respeito ao próximo e a Responsabilidade são as bases para um trabalho solidário eficaz.

2.DO REGIMENTO INTERNO
2.1. O presente Regimento Interno tem por finalidade estabelecer diretrizes, normatizar as atividades do Instituto Laços de Solidariedade.
2.2. Este regimento poderá ser alterado ou complementado em Assembléia Geral, visando o bom andamento do Instituto.
2.3. Esse regimento se aplica ao Conselho Fundador, Diretoria Geral, Conselho Fiscal, profissionais ou leigos, voluntários e/ou contratados.

3.DOS MANTENEDORES
3.1. Á partir de 01/01/2010 O Instituto conservará um Livro de Mantenedores onde é registrada toda e qualquer doação feita, contendo data e nome dos mantenedores.
(a)Este livro é de livre acesso aos mantenedores.
3.2. Todos mantenedores têm acesso, para verificação, aos livros contábeis do Instituto.
3.3. Para toda e qualquer contribuição financeira, de pessoa física ou jurídica, é emitido um recibo numerado e assinado pelo Presidente e/ou Tesoureiro do Instituto.
3.4. Não são tornados públicos nomes, quantias ou objetos de doação com objetivo de promoção pessoal, profissional ou política.

4.DA ÉTICA
4.1. São princípios éticos a serem seguidos por todos no Instituto:
4.1.1.Respeitar a vida privada e a dignidade da pessoa;
4.1.2.Respeitar as convicções ideológicas, religiosas e culturais;
4.1.3.Guardar sigilo sobre assuntos confidenciais;
4.1.4.Usar de bom senso na resolução de assuntos imprevistos, informando os respectivos responsáveis;
4.1.5.Vestir-se com decoro, de acordo com o desempenho de suas funções de atendimento e,
4.1.6.É definitivamente proibido a qualquer pessoa portar ou fazer uso de tabaco, bebidas alcoólicas ou de qualquer tipo de psicotrópico nas dependências do Instituto.

5.DOS VOLUNTÁRIOS
5.1. Todo trabalho prestado no Instituto Laços de Solidariedade deve ser de livre e espontânea vontade ou como pena alternativa, sem qualquer interesse próprio, visando apenas o princípio cristão do amor ao próximo.
5.2. Um processo de Seleção, Recrutamento e Treinamento de Voluntários é realizado com objetivo de atingir, com qualidade, as finalidades estatutárias e implantar uma equipe interdisciplinar, a qual atue nas diversas frentes de trabalho e atividades.
5.2.1.Uma estratégia de seleção e recrutamento deve ser criada para captação de recursos humanos em estabelecimentos de ensino, empresas, instituições religiosas e outros.
5.2.2.A Seleção e triagem são realizadas através dos cadastros de acordo com a profissão, habilidades e/ou experiência do candidato.
5.2.3.Os cadastros selecionados são analisados pelo Coordenador de Voluntários.
5.2.4.A visibilidade do Instituto se dará pelos seguintes meios: site, boletim eletrônico e divulgação em palestras, eventos e mídia em geral.
5.2.5.A missão, visão, valores e planejamento estratégico dos projetos são apresentados aos voluntários através de recursos multimídia de maneira que todos possam se identificar com a causa e cumprindo os objetivos dos projetos.
5.2.6.Os pré-requisitos mínimos para admissão da primeira fase são:
a)Crer em Deus e na Bíblia Sagrada como Sua palavra;
b)Conhecer a visão de aconselhamento através da Cura Interior
c)Identificação com a causa social;
d)Amor incondicional;
e)Responsabilidade;
f)Postura e ética;
g)Sigilo;
h)Motivação;
i)Disposição interna e externa e,
j)Equilíbrio emocional.
5.2.7.A documentação necessária para efetivação é a seguinte:
a)Foto 3×4;
b)Cópia do RG e CPF;
c)Cópia de Comprovante de Endereço e,
d)Assinar o Termo de Adesão e Ética.
4.2.8.Todos voluntários passam por um treinamento da seguinte forma:
a)Capacitação;
b)Qualificação e,
c)Reciclagem de acordo com a necessidade.
4.2.9.Os voluntários treinados participam de encontros semanais de forma contínua, objetivando a integração, interação e avaliação. Os encontros serão da seguinte forma:
a)Dinâmicas de integração;
b)Oficinas temáticas e,
c)Decisões administrativas e informes.
4.2.10.Os voluntários passam por uma fase de estágio com duração de 3 (três) meses, acompanhando e auxiliando nos projetos, tendo ao final, uma avaliação e entrevista para efetivação oficial ou não do mesmo no quadro do Instituto.
4.2.11.O voluntário, após 3 (três) meses de efetivação, poderá receber a camiseta oficial do Instituto, o crachá de identificação, podendo assim participar de movimentos sociais e eventos alusivos aos programas institucionais, bem como captar recursos mediante um ofício de apresentação do Instituto carimbado e assinado.
4.2.12. O voluntário mediante apresentação formal do Presidente ou Secretário poderá representar o Instituto nas esferas governamentais, conselhos, comissões, fóruns e demais eventos; objetivando a formação de rede, controle social e visibilidade institucional.
4.2.13.O voluntario ao completar 12 (doze) meses de efetivação recebe o Selo de Amigo Voluntário de fidelização na instituição.
4.2.14.O voluntário após completar 12 (doze) meses da efetivação poderá se candidatar para eleição de qualquer cargo ou função na diretoria.
5.3. São direitos dos voluntários:
5.3.1.Desenvolver um trabalho de acordo com os seus conhecimentos, experiências e motivações;
5.3.2.Ter ambiente de trabalho favorável e em condições de higiene e segurança;
5.3.3.Participação das decisões que dizem respeito ao seu trabalho e,
5.3.4.Receber apoio no desempenho do seu trabalho com acompanhamento e avaliação técnica.
5.4. São deveres dos voluntários:
5.4.1.Atuar de forma gratuita e incondicional
5.4.2.Atuar com profissionalismo, humanidade, eficiência e eficácia nas tarefas solicitadas e,
5.4.3.Contribuir para o desenvolvimento e progresso da Instituição como um todo.
5.5. É vedado aos voluntários e outras pessoas:
5.5.1.Receber qualquer tipo de gratificação ou doação em nome do Instituto;
5.5.2.Utilizar o nome ou trabalho do Instituto para angariar fundos ou espécies diversas sem autorização da Presidência e,
5.5.3. Qualquer tipo de envolvimento com os assistidos.
5.6. O voluntário deve ter assiduidade e pontualidade nos compromissos assumidos, devendo sempre:
5.7.Comparecer no Instituto nos dias e horários combinados;
5.7.1.Em caso de impedimento em cumprir um compromisso, deve informar o Coordenador de Voluntários antecipadamente e,
5.7.2.Quando o voluntário e/ou Mantenedor por livre e espontânea vontade quiser se desligar da equipe, favor Comunicar o seu desligamento pessoalmente e por escrito para o Presidente.
5.8.O voluntário que tiver 3 (três) faltas em um ano sem a devida justificativa por escrito com antecedência ou até 24 (vinte e quatro) horas após a reunião, o integrante será desligado da função que exerce entrando na categoria de “abandono de responsabilidades”.
5.9.Todo e quaisquer problemas, seja pessoal e/ou de trabalho, deverá ser levado para o superior imediato e o Conselheiro do Instituto de Solidariedade.
5.10.Todo problema suspeito de prejudicar a imagem do Instituto e/ou do grupo com um todo será levado em reunião para a equipe de Conselheiros e Diretoria para dar andamento as devidas soluções e/ou pareceres.
5.11. Todos os voluntários lutarão pelo respeito, pela moral e pela imagem do Instituto Laços de Solidariedade, em todos os sentidos no que diz respeito a representar o Instituto dentro e fora da entidade.
5.12.O voluntário que descumprir este regimento interno poderá ser desligado em Assembléia Geral, convocada para esse fim.
5.13.O Instituto Laços de Solidariedade não faz qualquer tipo de discriminação na seleção de seus voluntários, desde que os indivíduos se encaixem neste Regimento Interno.

6.DA ASSISTÊNCIA
6.1. O objetivo do tratamento implica no aprendizado de um novo modo de vida aos assistidos, livre do álcool e das drogas e no desenvolvimento de sua espiritualidade.
6.2. Todo indivíduo que vier a solicitar atendimento nesta entidade e que sofra de algum tipo estigma, preconceito e/ou descriminação por orientação sexual, dependência química, portador do HIV/doente de Aids tem direito ao sigilo absoluto quanto às suas informações íntimas e pessoais.
6.3.Os integrantes do Instituto laços que vier a infringir o sigilo absoluto dos casos do item acima, poderão ser enquadrados na forma da lei por: perdas e danos morais, caso denuncia da própria pessoa. Alerta a ética ministerial na qual a lei salvaguarda retirando o direito se outrem seja: pessoa física ou jurídica, obrigando-o na quebra de sigilo.
6.4. O processo de triagem é feito da seguinte forma:
6.4.1.Entrevista com o assistido e familiares;
6.4.2.Preenchimento do Cadastro de Assistência e,
6.4.3.Entrega de uma lista de exames, documentos e material de uso pessoal necessário.
6.5.Do Encaminhamento externo:
6.5.1.De acordo com o perfil do assistido feito na triagem, este poderá ser encaminhado para o serviço de rede assistencial da cidade:
a)Rede hospitalar;
b)Comunidades Terapêuticas;
c)Albergues;
d)Casas de apoio e outros.
6.6.Para a admissão na Casa de Apoio, faz-se necessário:
6.6.1.Apresentação dos documentos;
6.6.2.Exames e avaliação médica;
6.6.3.Lista de materiais de uso pessoal;
6.6.4.Leitura e assinatura do regimento interno da Casa de Apoio e,
6.6.5.Submeter-se a uma revista no momento da admissão.
6.7. São normas a serem seguidas para a permanência do assistido no Instituto:
6.7.1.Deve submeter-se ao regime disciplinar determinado e corresponder com a avaliação e evolução em seu comportamento;
6.7.2. Cumprir a escala de tarefas dos residentes na Casa-Lar.
6.7.3.O uso e posse de dinheiro não são permitidos durante a primeira fase;
6.7.4.Toda e qualquer contribuição financeira ao Instituto por parte de familiares, amigos e outros, deve ser feita mediante recibo assinado pelo Presidente ou Tesoureiro.

7.DO PROGRAMA DA ASSISTÊNCIA INTEGRAL
7.1. O programa de Assistência Integral do Instituto Laços de Solidariedade se desenvolve em 3 (três) áreas: Corpo, Alma e Espírito. Acreditamos no Ser Humano como tri-dimensional.
7.1.1.Corpo: através da educação e orientação de hábitos saudáveis que visem uma melhoria permanente na qualidade de vida.
7.1.2.Alma: Aconselhamento visando o “Tratamento da Cura Interior”. Trabalhando a Auto-estima, Identidade Própria, Auto-Aceitação, Perdão, Amor Incondicional (Através dos Passos da Cura Interior, apostila integrante do Material de Treinamento para formação de Conselheiros do Instituto Laços de Solidariedade).
7.1.3.Espírito: levando o indivíduo ao fortalecimento da fé e confiança em Deus, como também a um resgate de valores espirituais, através da Leitura, meditação e Reflexão da Bíblia (A Palavra de Deus) e Oração.
7.2. Para cada assistido é aberta uma ficha de controle onde constam as informações do andamento do tratamento, onde somente a equipe de conselheiros pode ter acesso.
7.3. O desempenho do assistido na realização de suas atividades, como também seu comportamento e relacionamento com os demais, são constantemente avaliados e registrados, no Livro de Ocorrências.
7.4. É obrigatório a todo o assistido:
7.4.1.Não receber visitas nos primeiros 30 (trinta) dias;
7.4.2.Respeitar os horários determinados;
7.4.3.Participar de todas as atividades e períodos durante o programa de recuperação e,
7.4.4.Respeitar e obedecer todos os monitores e Liderança.
7.5. Para o bem-estar integral dos assistidos trabalharemos em prol da formação de uma equipe interdisciplinar (Pastor, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Advogado, Pedagogo, Enfermeiro, e outros profissionais de acordo com a disponibilização no quadro de voluntários ou contratados).
7.5.1.O Atendimento se dará de forma:
a)Individual;
b)Grupo de Auto-ajuda e,
c)Atendimento aos familiares de forma individual ou em grupo.
7.5.2.Atividades em grupo realizadas pela equipe do Instituto destinada aos assistidos e familiares, tais como:
a)Jogos;
b)Dinâmicas;
c)Discussão de texto;
d)Livros;
e)Filmes e,
f)Músicas.
7.6. A Assistência Integral baseia-se no incentivo de hábitos da vida saudável, tais como:
7.6.1.Alimentação balanceada;
7.6.2.Higiene pessoal;
7.6.3.Saúde do corpo;
7.6.4.Repouso e,
7.6.5.Incentivo ao exercício físico

8.DA REINSERÇÃO SOCIAL
8.1. A etapa de Reinserção Social do assistido está dividida em três fases:
8.1.1.Acolhimento:
a)Nesta fase trabalha-se a educação e a orientação para uma melhoria de qualidade de vida adotando práticas de hábitos saudáveis de vida e,
b)Disciplina de horários, cuidado com pertences, participar de escalas de tarefas para manutenção, limpeza e ordem na casa de apoio.
8.1.2.Reflexão de Valores e Princípios:
Parágrafo único -Nesta fase trabalha-se relacionamento; trabalho em equipe; Resgate da espiritualidade; Tratamento da “Cura Interior”.
8.1.3.Autonomia:
8.1.3.1.Trabalha-se a educação vocacional e para o trabalho:
a)Oficinas profissionalizantes;
b)Artesanato e,
c)Cursos Técnicos.
8.1.3.2.Legalização de toda documentação e,
8.1.4.Encaminhamento para o mercado de trabalho.

9.DO AFASTAMENTO OU DESLIGAMENTO
9.1. O assistido poderá ser desligado das seguintes formas:
9.2. Por avaliação da equipe, dado sua a autonomia;
9.3. Por livre e espontânea vontade, mas para isso deve informar ao Presidente do Instituto;
9.4. Por descumprimento das normas disciplinares da Casa de Apoio;

10. DO PATRIMÔNIO
O patrimônio do Instituto é constituído de bens móveis, imóveis e equipamentos adquiridos e doados.

11.DOS EQUIPAMENTOS, MATERIAIS EDUCATIVOS E LIVROS
11.1.Todo e qualquer material deve ser numerado e ou carimbado.
11.2.Nos equipamentos devem ser colocadas placas numeradas e nominais para identificação de que é patrimônio do Instituto.
11.3.Os livros de empréstimos devem ser catalogados, carimbados e registrados quanto a saída e ou devolução dos mesmos em fichas com cadastro da pessoa que o recebeu.
11.4.O prazo para permanência de material de empréstimo será de 15 dias podendo ser prorrogado por mais de 15 dias a pedido e devidamente registrado.
11.5.O atraso na entrega do material de emprestimo implicará na doação de um livro para a entidade e no caso de perda reposição do Livro emprestado;
11.6.Material Informativo Técnico não sairá da sede da entidade. Podendo usá-lo para pesquisa e leitura na própria instituição;
11.7.Os materiais educativos e equipamentos não serão emprestados a terceiros e somente o responsável pelo departamento de Treinamento poderá retirá-lo da sede da entidade com autorização do presidente e com o fim precípuo de ministrar palestras em nome do Instituto laços de Solidariedade.
11.8.Toda a arrecadação seja de ordem numerária ou de espécie arrecadados nas palestras será totalmente aplicada na instituição;
11.9.As respectivas pessoas que arrecadarão contribuições sejam elas financeiras e ou gêneros alimentícios e ou materiais de escritório e equipamentos portarão um crachá e um ofício timbrado, carimbado e assinado pelo Presidente ou secretário do instituto;

12.DOS RECURSOS FINANCEIROS
12.1. Constituem fontes de recursos para a manutenção do Instituto:
12.1.1.Mensalidades e contribuições de mantenedores e colaboradores;
12.1.2.Patrocínios diversos, recursos proveniente de suas atividades;
12.1.3.Eventos;
12.1.4.Subvenção Social e,
12.1.5.Convênios.

13.DOS EVENTOS
13.1.A comissão de Evento deve ser composta por:
13.1.1.Coordenador (a);
13.1.2.Vice-Coordenador (a);
13.1.3.Secretário (a) e;
13.1.4.Tesoureiro (a).
13.2.Deverá ser escolhido representantes do grupo, um para exercer coordenação geral (a), um vice-coordenador(a), um tesoureiro(a) um secretário(a).
13.2.
Parágrafo Único -Pessoas que possam acompanhar todos os eventos e também comparecer nos eventos e reuniões.
13.3.São funções do Coordenador (a):
13.3.1.Proporcionar uma perfeita harmonia dentro do grupo, fazendo que os membros de seu grupo sejam informados e participem de todos os eventos;
13.3.2.Elaborar uma listagem completa de tudo que se vai precisar para um evento (Check List);
13.3.3.Apresentar ao Instituto nas reuniões semanais o balanço de todos os eventos e atividades do grupo;
13.3.4.Coordenar o grupo, supervisionar os serviços, acompanhar a realização de eventos, desde a abertura até o seu encerramento;
13.3.5.Nomear um representante para cada área;
Parágrafo Único – Todas as doações não utilizadas, ou seja: brindes, alimentos deverá retornar ao Instituto ou ser destinada a outra similar com autorização expressa do Presidente.
13.3.6.Divulgação:
13.3.7.Efetuar contato com os meios de comunicação, internet, rádio, e-mail, para divulgação do evento.
13.3.8.Confeccionar e distribuir material, informativo, promocional do evento (Panfletos, folder, cartazes, convites, ficha de Cadastro e outros).
13.3.9.Distribuição e vendas dos convites e,
13.3.10.Elaborar estratégias e trabalhos na captação de recursos externos, apoio e patrocínios que ajudem na divulgação do evento.
13.4.São funções do Secretário (a):
13.4.1.Providenciar os Ofícios que deverão ser entregues nas empresas, estabelecimentos e outros, registrados por ordem de numaração e com uma data limite;
13.4.2.Os Ofícios deverão somente ser deixados nos locais de doação, mediante a arrecadação da doação, caso contrário, o mesmo deverá ser recolhido e entregue ao coordenador do evento;
13.4.3.Preparar formulário, protocolo para controle de entrada e saída de Ofícios e,
13.4.4.Organizar e manter em ordem, as instalações, equipamentos e materiais utilizados no evento.
13.5.São funções do tesoureiro:
13.5.1.Captar recursos externos, apoio e patrocínios que ajudem na divulgação do evento;
13.5.2.Providenciar juntamente com outros membros, vendas de convites;
13.5.3.Providenciar pessoa responsável pelo “caixa”, vendas, pagamentos e controles ( convites, rifas, lembrancinhas etc.);
13.5.4.Os convites não entregues ou não prestado contas até na segunda-feira (reunião) da semana que antecede o evento, a pessoa responsável deverá pagar estes convites;
13.5.5.Não serão aceitos convites que não foram vendidos no dia do evento, o Instituto deverá ser ressarcido (pois deixou de vender a outras pessoas, além de perder o controle da quantidade e qualidade da alimentação).
13.5.6.O Instituto não ressarcirá despesas efetuadas sem autorização expressa do Presidente.
13.5.7.Providenciar com antecedência um levantamento da quantidade de convidados para o evento.
13.5.8.Providenciar confecção e vendas de artigos promocionais (lembrancinhas, rifas, docinhos, entre outros.) para arrecadação de recursos.
13.5.9.Administrar os recursos financeiros, referente ao Evento, realizando todos os controles necessários.
13.5.10.Elaborar o balanço final do evento, apresentando a coordenação geral e ao Instituto, o resultado do evento.
13.5.11.Fazer compras necessárias a realização do evento somente com o consentimento do Presidente.
13.6.Recursos audiovisuais:
13.6.1.Providenciar equipamentos;
13.6.2.Auxiliar a preparação do material para adequada utilização dos equipamentos;
13.6.3.Providenciar os recursos audiovisuais necessários a realização do Evento (aparelhagem de som, atrações para o dia, teatro, músicos, slides, músicas entre outros);
13.6.4.Providenciar, fotografias, filmagem de todas as atividades do evento e,
13.6.5.Elaborar um álbum de evento.
13.7.Função da Comissão de Recepção:
13.7.1.Acompanhar a programação diária do evento;
13.7.2.Providenciar a divulgação do local do evento;
13.7.3.Providenciar a sinalização do local do evento;
13.7.4.Organização de acesso do público ao local, onde ocorre o evento;
13.7.5.Recepcionar os convidados;
13.7.6.Prestar informações sobre a programação do evento;
13.7.7.Resolver e tentar solucionar da melhor maneira situações e problemas;
13.7.8.Controlar acesso ao local do evento;
13.7.9.Auxiliar na operação de equipamento durante a apresentação e,
13.7.10.Providenciar motorista com carro disponível no dia (horário).
13.8.São funções do Chef de Cozinha
13.8.1.Supervisionar e administrar a cozinha;
13.8.2.Armazenamento dos alimentos;
13.8.3.Fornecimento de alimentos no Buffet;
13.8.4.Supervisionar a limpeza da cozinha e salão de festas (Lavar louças, panelas, limpar o chão, mesas etc.);
13.8.5.Manter o ambiente em condições perfeitas de higiene e segurança;
13.8.6.Supervisionar, orientar os garçons (os que irão servir as refeições);
13.8.7.Elaborar uma lista dos Ingredientes (compras, doações dos ingredientes);
13.8.8.Preparação dos alimentos.
13.8.9.Formar sua equipe de trabalho e,
13.8.10.Reservar bebidas que serão servidas no evento.

14.DAS DATAS COMEMORATIVAS
14.1.3º Domingo do mês de MAIO: Vigília Internacional em Solidariedade a Vítimas da AIDS.
14.2.26 de Junho, Dia Internacional do Combate às Drogas.
14.3.Agosto – Mês de Aniversário do Instituto Laços de Solidariedade;
14.4.29 de agosto, Dia Nacional de Combate ao Tabagismo - Lei Nº 7.488 de 11/06/1986.
14.5.1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids.

15.DO CONSELHO FUNDADOR
15.1.Com o decorrer da rotatividade da diretoria, formar-se-á o conselho de fundadores.
15.2.Os integrantes deste conselho serão nomeados pelos fundadores ativos do Instituto Laços de Solidariedade.
15.3.A importância da criação deste conselho de fundadores é no que se refere ao andamento do Instituto Laços de Solidariedade, conservando a integridade e a autenticidade da visão legítima da missão do Instituto Laços de Solidariedade.
15.4.Toda e qualquer decisão passará por este conselho para os devidos pareceres.
15.5.Quando acontecer que uma decisão que vier ao conselho for indeferida, retornar-se-á com o devido parecer enquadrando-a dentro da visão do Instituto Laços de Solidariedade.

16.QUANTO A ABERTURA DE FILIAIS
16.1.O Instituto Laços de Solidariedade poderá ser aberto em outras cidades.
16.2.Joinville será a sede nacional. Os próximos serão denominados com a mesma razão social seguida de filial 01, filial 02 e etc seguido do nome da cidade onde está localizado.
16.3.A abertura em outra cidade contará com a cobertura da “Sede Nacional do Instituto Laços de Solidariedade/Matriz/Joinville-SC.
16.4.O Instituto Laços de Solidariedade/Filial 01 em diante se regerá pelo Estatuto e Regimento Interno da “Sede Macional/Matriz/Joinville-SC”;
16.5.O Instituto Laços de Solidariedade/Filial 01 em diante prestará relatórios de atividades e financeiros à Sede Nacional do Instituto Laços de Solidariedade/Matriz/Joinville-SC.
16.6.O mês de Aniversário da Visão do Instituto Laços é no mês de AGOSTO. Não permitir que este mês se passe em branco, seja na Matriz ou nas filiais, pois foi o mês que toda a visão foi recebida.
16.7.A equipe que se levantar em outras cidades para implementação deste projeto como um depto institucional será treinada e monitorada pelos veteranos credenciados da “Sede Nacional do Instituto Laços de Solidariedade/Matriz/Joinville-SC”.

17.DISPOSIÇÕES GERAIS
17.1.Os assuntos não contemplados nesse regimento serão discutidos em reunião da Diretoria.

55 respostas para Quem Somos

  1. Clayton C Ribeiro disse:

    Olá Neusa moro em Franca SP idade do interior de São Paulo, estamos iniciando uma casa de apoio, para dependentes químicos e gostaria de entender mais sobre o trabalho realizado aí, estamos formando a diretoria da casa agora. Antes era administrada apenas pelo Pe Marco Antonio Gimenez. Quero endender melhor como fazer o estatuto de uma casa de apoio. Obrigado e que Deus abençoa a cada dia o trabalho que vcs estam realizando.

    • Olá Clayton,
      O que você gostaria de saber especificamente?
      Para melhor comunicação entre em contato em um desses aplicativos:
      SKYPE: solidariedade2006@hotmail.com
      WhatsApp: (47) 9922-8893

  2. Além do ótimo design, esse site é uma estupenda fonte de informação. É efetivamente um consolo saber que existem pessoas que compreendem sobre o que declaram. Voltarei mais tarde para ler mais artigos, Obg.

  3. Ana Amélia disse:

    Olá Neusa, sou de Goiânia e estou agora, morando em Joinville, no Bairro Vila Nova. Estou oferecendo meus trabalhos de voluntário presencial. Pode me ajudar?

    • Ana Amélia disse:

      Sou Bacharel em direito e no momento trabalho em casa, com os afazeres do lar. Tenho 43 anos e um bom tempo disponível. Por favor entre em contato comigo, caso precise de voluntária, para qualquer tipo de ação. Atenciosamente. Ana

      • Olá Ana Amélia,
        Em qual cidade você mora?
        Quais meios de comunicação poderemos entrar em contato?
        Solidariamente,

        Neusa

  4. Pasteur Gerard Fana Muzala disse:

    Nous vivons au Congo DRC et voulons etre membres et beneficier de vos services ici car votre vision est attendue ici.

  5. CARLOS CORREA disse:

    Oi…ainda está precisando de um missionário pra ajudar nos estudos bíblicos? Estou disposto em ajudar…
    Pr. Carlos Corrêa

    • Como vai Pr Carlos?
      Entre em contato:
      SKYPE: solidariedade2006@hotmail.com
      WhatsApp: (47) 9922-8893

  6. ASSOCIAÇÃO rECREATIVA DOS fUNCIONÁRIOS PÚBLICOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO disse:

    Gostaria de obter informaçoes a respeito do e-mail de contato da fundação Bill & MelindaGates,ou teu respectivi representante no Brasil.
    Grata:Iolanda Roeles

    • Não temos o contato da Fundação, desculpe-nos.

  7. olinda disse:

    O irma gostria. De saber se vcs aceitao pessoas usuaria. De crak. Com. Internacao compussoria ou se vcs sabem alguma para me informar. Pois precisamos achar uma clinica ou cas de. Tratamento pois precisamos apresentar para o. Juiz para que meu irmao saia da cadeaa direto poara o trattamentoo meu fone e91891884

    • Trabalhamos com encaminhamento. Mas, para internamento Voluntário, somente.

  8. barbara borges disse:

    Olá, gostaria de fazer trabalho voluntário, moro na zona sul (Escolinha). Há alguma instituição próxima deste bairro onde eu possa contribuir de alguma forma? Obrigada

    • Você pode tomar informações na Secretaria de Assistência Social é o órgão que cadastra as instituições e têm os endereços.

  9. nadiel gomez disse:

    meu pai está com o acido urico alto, todas as articulaçoes inchadas e doloridas. ele tem problemas nos rins e não é qualquer anti-inflamatório que ele pode tomar. me ajudem o que fazer, qual remédio ele pode tomar? já fomos no urologista, reumatologista, nutricionista. nenhum deles deu jeito.

    • Procure um especialista adequado.
      Talvez um tratamento homeopático ou fitoterápico.

  10. A A disse:

    Sou portador do virus hiv e ja com a doença se desenvolvendo no meu corpo, a alguns anos fiquei sabendo exatamente 5 anos e mal me tratei, sempre tive uma saude razoável, so que agora ta ficando muito dificil, coisas comuns q realizavam estão tornando-se cada vez mais dificeis e cansativas.meus numeros de celulas t ta 18 e a carga viral nem se fala alta tenho sentidos algumas dificuldades motoras e agora que resolvi aderir efetivamete ao tratamento tenho sentido muito mal, nauseas, vomitos, mal estar e uma total falta de vontade de tudo.Sou forte quero vencer e preciso de ajuda,tenho chorado muito e entrado num proceso de automutilação,tudo q como vomito,choro muito e me sinto um lixo pelo q sou. POr favor me deem uma luz estou disposo a ir a qualquer lugar pra fazer um curso ou terapia e poder tb ajudar a outros, temos missao e quero q minha familia esqueça meus erros e lembrem-se que ainda pude fazer algo, quero tirar essa dor que eu to sentindo do coração das pessoas como eu,eu preciso,senão vou definhar ate morrer adoro o ser humano e acredito q somos capazes so precisamos acessar esse nomento certo antes e morrer quero fazer algo c minha experiencia, quero tentar criar uma possibilidade de vida em mim e irradia-la a quem precisar.
    alan alves um meu emai alves.arlan@gmail.com barra mansa Rio de janero 34 por favor me ajudem.

    • Olá Arlan,
      Como você está?
      Qualquer coisa entre em contato.
      SKYPE: solidariedade2006@hotmail.com
      WhatsApp: (47) 9922-8893

  11. Olá irmã Neuza, vi em uns posts ali que precisa de voluntário para propaganda, design, web, então eu não tenho muito tempo livre mas sempre que puder ajudar, só me dar prazo para os trabalhos, o que estiver a minha disposição, farei de bom grado !

    Att
    Jeferson Moreira

    • Você ainda tem interesse no trabalho voluntário?
      Qualquer coisa entre em contato.
      SKYPE: solidariedade2006@hotmail.com
      WhatsApp: (47) 9922-8893

  12. JARLEI PIERRE FLOR disse:

    OLÁ SOU Pr. JARLEI ME OFEREÇO PARA AJUDA-LOS, COM PALESTRAS PALAVRAS DE AUTO AJUDA.OBRIGADO DEUS ABENÇOE FONE 47 99046489 SOU DE JOINVILLE

    • Olá Pr Jarlei. Sinta-se a vontade para conhecer o nosso projeto pessoalmente é só marcar um horário nos telefones (47) 3028-6767 e 9922-8893.
      Aguardamos você!!! O endereço é Rua Sehnen, 85 próximo ao Tênis Clube de Joinville.

    • Gostaria de saber qual é o seu e-mail.

    • Qualquer coisa entre em contato.
      SKYPE: solidariedade2006@hotmail.com
      WhatsApp: (47) 9922-8893

  13. vc é uma pessoa abençoada..
    a muito tempo que eu gostaria de fazer algo pelo proximo c puder me juntar ah voces ,,
    gostaria de saber como … obrigada.
    andrea.ribeiro.dos.anjos@hotmail.com

    espero sua resposta..

    • Vou lhe adicionar no MSN solidariedade2006@hotmail.com e aí conversaremos.

      • cleide adams barbosa disse:

        oi por favor eu queria saber se meu irmao diogo adams esta enternado ai com voces pois ele nao entra em contato conosco faz 2 meses estamos todos preocupados se estiver entre em contato . obrigado pela atençao

        • Olá Cleide, O Diogo não se encontra conosco. Já conseguiram encontrá-lo?

  14. Moisés Gerson Dias disse:

    Boa Noite Pra. Neusa
    Meu nome é Moisés Gerson Dias, sou residente em São Francisco do Sul.
    Sou também tio de Marcio Ferreira de Macedo,seu ex assistido.
    Antes de tudo, gostaria de agradecer-lhe pelo que a Sra. e os seus voluntários fizeram pelo mesmo.
    Tenha a certeza que oro ao Senhor para que abençôe a Sra e esta instituição.
    Pergunto-lhe se não foram entregues à Sra. os documentos perdidos pelo meu sobrinho Marcio. Caso tenha notícias destes documentos, peço-lhe que informe-me.

    Paz e Bem!!

    Moisés

    • Olá Moisés. Quando o Márcio deu entrada na casa de Apoio na última vez, já chegou aqui os seus documentos haviam se extraviados. Uma senhora telefonou um dia antes do internamento do Márcio comunicando que estava em seu poder os documentos, ela ficou de trazer para que entregássemos à ele, esses documentos não nos foi entregue. Assim que tivermos qualquer notícia dos documentos do Márcio entraremos em contato. Á propósito, como está o Márcio? Quando puder venha conhecer nossa Missão. Será bem vindo!!! Na Paz, Neusa

  15. delimara o.da silva salles disse:

    miss Neusa quem vos fala aqui é a miss Delimara mais me chamam de Mara sou de Ilhéus BA a paz do Senhor. Olha tenho um ministerio o qual o Senhor me confiou uma casa de recuperacão com dependentes quimicos e moradores de rua fiquei apaixonada pelo Laços de Solidariedade tambem sou voluntaria faço obra do Senhor em hospital presidios etc.. temos muitas coisas em comum preciso falar mais contigo (73) 81129827 vai ser um prazer falar com a irmã.

  16. zana disse:

    oi gostaria de saber mais sobre voces

  17. elisabete aquino disse:

    Parabéns pela disposição e vontade de servir ao
    próximo.

  18. bet365 disse:

    hello I was luck to approach your blog in baidu
    your post is quality
    I get much in your topic really thanks very much
    btw the theme of you website is really fabulous
    where can find it

  19. Parabéns pelo belo projeto. Eu conheço sua dedicação com essa missão e digo que a admiro muito. Continue assim, Deus está abençoando você.

  20. Sérgio Silva disse:

    Parabéns à diretoria desta instituição pelo belo trabalho que fazem…e todos que lá estão trabalham gratuitamente a Neusa e a Jô que as conheço são um exemplo pra nós todos porisso eu peço quem nao conhece vá conhecer, ajude de uma maneira ou de outra mais ajude!!!!

  21. ELIVANIA MARIA SANTANA disse:

    Boa tarde

    Estou a procura de uma instituição que receba móveis. Meu tio faleceu e quero doar seus móveis. Preciso apenas de uma declaração da instituição que receberá a doação. Se puder me ajudar, favor ligar para: 41-96843307 com Elivania ou Karla. Obrigada!

  22. janitse fabiani cordeiro disse:

    belíssimo trabalho, vc tem o apoio espiritual de qual religião, ou é ecumenico, assim qualquer pessoa de qualquer credo pode trabalhar como voluntário? e vc é assistente social ou alguem com a missão de ajudar o próximo? se puder me responder,abraço e obrigada!

    • A Visão do INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE é INTERDENOMINACIONAL, não está vinculada a uma denominação específica. Buscamos parcerias com as Igrejas para divulgação e apelo para VOLUNTÁRIOS E MANTENEDORES. É um trabalho de AMOR AO PRÓXIMO. Uma MISSÃO. A pessoa que se identificar com a CAUSA,será bem-vinda independente de religião e/ou profissão.
      Neusa (47) 9922-8892 – 3028-6767 msn solidariedade2006@hotmail.com

  23. alessandra disse:

    amiga estou com saudades!!
    alessandra – águas de kindóia- sepal 2010

  24. Daniel disse:

    Olá, Neusa

    Quero conhecer melhor a instituição, é possível um agendamento. Tenho interesse em participar como voluntário e mantenedor.

    Grato

  25. José Pedro de Oliveira disse:

    Parabens pelo trabalho, se eu tivesse condições, passaria alguns dias para dar minha colaboração e conhecer este belíssimo trabalho que voce realiza.
    Moro em Itatiba SP., e colocarei voce em minhas orações, pedindo a DEUS que lhe abençoe e lhe dê muita saúde e disposição para continuar este trabalho.
    Fique com DEUS.

  26. Cialis disse:

    NjzBjs Excellent article, I will take note. Many thanks for the story!

  27. Juliana disse:

    Neusa,

    Sou de Joinville e moro em Canoinhas a 6 meses, devo estar de volta na cidade até março.
    No momento caso você tenha algum interesse posso oferecer meu trabalho como voluntária on line, divulgando a entidade nas principais midias sociais, Twitter, Orkut, Blog, Facebook, Hi5 e Sônico. Também por e-mail para meus contatos e outros dos quais eu ja faço hoje para o site voluntariosonline.
    Estou à disposição,
    Meu perfil no portal voluntário:
    http://portaldovoluntario.org.br/people/70700-%C3%A9ajulliana

    meu blog: http://oamorcontagiaalegria.blogspot.com/

    meu Twitter: @juli_ju

  28. eleoNAI disse:

    Parabéns pela sua dedicação pois muitos tem vontade mas poucos coragem e enquanto não consigo fazer algo a mais para ajudar nas minhas orações vcs sempre vão estar.

  29. MARCIA disse:

    NEUSA POSSOLI VC FUNDOU O PRECAVVIDA E ESTAMOS COM SAUDADES. O JOÃOZINHO QUER NOTÍCIAS DE VC!!!

  30. joana disse:

    nao pesso ai isso pesso para voses me derem um trabalho bom sobre a soliadariedade

  31. mario sergio muzy disse:

    Estou sensibilizado com o trabalho desenvolvido pelo Instituto.Moro no interior de São Paulo e temos muita necessidade de atendimentos nos moldes que o Instituto realiza.Acho que aqui na região não existe ou pelo menos não conheço.Como poderia passar porum treinamento para trazer para cá o modelo realizado aí?entrem em contato comigo por favor.Obrigado.Deus vos abençoe.Só mesmo A providencia divina para interferir nestes problemas.

  32. Nelson da Silva Viana disse:

    Sou Psicologo, atuo com Grupos e tenho interesse de conhecer melhor as atividades da Instituiçao , e como ser voluntário .
    Grato.
    Nelson

  33. Jessica disse:

    gostaria que me ajudassem. foi – me proposto fazer um trabalho relacionado com a solidariedade (no alcool) e se me pudessem ajudar a obter mais informaçao. agradecia..

    obrigado

  34. Querida Neusa!
    Poucas pessoas tem a coragem e abnegação de se dispor ao trabalho missionário.
    E com o maior abandonado ainda se torna mais raro essa iniciativa.
    Você de fato é uma pessoa abençoada. Parabéns!
    Cumprirei meu papel como intercessor.
    Em brave devo te fazer uma visita, conforme prometido.

    Forte Abraço
    Te vejo!
    Silvio

    • elisabete disse:

      Olá Neusa!
      Conheci hoje o site da sua entidade.Gostaria de conversar pessoalmente com você.Moro em Joinville, gostaria de saber como chegar no endereço da entidade.Fica próximo do que?
      Talvez eu possa ajudar com captação de recursos.Estou fazendo faculdade de Serviço Social.
      Meu e-mail elisabetepinheiro@terra.com.br

      • Olá Elisabete,
        Ainda está de pé a sua disponibilidade para o trabalho voluntário? você já se formou?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 363 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: