O Legado de Zilda Arns


A médica e sanitarista Zilda Arns, falecida em decorrência do terremoto que assolou o Haiti no último dia 12 de janeiro, deixa um legado de solidariedade.

Em 1983, ela foi convidada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para criar a Pastoral da Criança juntamente com Dom Geraldo Majela Agnello. A Pastoral atua junto a mães e famílias de baixa renda para combater doenças e a marginalidade das crianças.

Após 25 anos, a Pastoral conta com 260 mil voluntários em 20 países. No Brasil, os voluntários acompanham 1,9 milhões de gestantes e crianças menores seis anos e 1,4 milhão de famílias pobres em 4.063 municípios.

Em 2004, Zilda Arns recebeu da CNBB a missão de fundar, organizar e coordenar a Pastoral da Pessoa Idosa. Atualmente mais de 129 mil pessoas são acompanhadas todos os meses por 14 mil voluntários que ajudam os idosos a controlar as vacinas, evitar acidentes domésticos e identificar doenças físicas e emocionais.

Zilda Arns recebeu diversos prêmios por sua atuação e foi indicada Heroína da Saúde Pública das Américas, título concedido pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). Também recebeu indicações ao Nobel da Paz em três ocasiões.

Quando soube da morte da irmã, Dom Paulo Evaristo Arns declarou: “Não é hora de perder a esperança.”

http://site.gife.org.br/artigo-o-legado-de-zilda-arns-13596.asp

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: