Conselho

7 de julho de 2011

Três conselhos…

Um casal de jovens recém-casados, era muito pobre e vivia de favores num sítio do interior. Um dia o marido fez a seguinte proposta para a esposa:

“Querida eu vou sair de casa, vou viajar para bem longe, arrumar um emprego e trabalhar até ter condições para voltar e dar-te uma vida mais digna e confortável. Não sei quanto tempo vou ficar longe, só peço uma coisa, que você me espere e enquanto eu estiver fora, seja FIEL a mim, pois eu serei fiel a você. ”

Assim sendo, o jovem saiu. Andou muitos dias a pé, até que encontrou um fazendeiro que estava precisando de alguém para ajudá-lo em sua fazenda.

O jovem chegou e ofereceu-se para trabalhar, no que foi aceito. Pediu para fazer um pacto com o patrão, o que também foi aceito.
O pacto foi o seguinte:

“Me deixe trabalhar pelo tempo que eu quiser e quando eu achar que devo ir, o senhor me dispensa das minhas obrigações.
EU NÃO QUERO RECEBER O MEU SALÁRIO. Peço que o senhor o coloque na poupança até o dia em que eu for embora.
No dia em que eu sair o senhor me dá o dinheiro e eu sigo o meu caminho”.
Tudo combinado.
Aquele jovem trabalhou DURANTE VINTE ANOS, sem férias e sem descanso.
Depois de vinte anos chegou para o patrão e disse:
“Patrão, eu quero o meu dinheiro, pois estou voltando para a minha casa.”

O patrão então lhe respondeu:
“Tudo bem, afinal, fizemos um pacto e vou cumpri-lo, só que antes quero lhe fazer uma proposta, tudo bem?
Eu lhe dou o seu dinheiro e você vai embora, ou LHE DOU TRÊS CONSELHOS e não lhe dou o dinheiro e você vai embora.
Se eu lhe der o dinheiro eu não lhe dou os conselhos; se eu lhe der os conselhos, eu não lhe dou o dinheiro.
Vá para o seu quarto, pense e depois me
dê a resposta.
Ele pensou durante dois dias, procurou o patrão e disse-lhe: “QUERO OS TRÊS CONSELHOS.”
O patrão novamente frisou: “Se lhe der os conselhos, não lhe dou o dinheiro.”
E o empregado respondeu: “Quero os conselhos.”

O patrão então lhe falou:
1. NUNCA TOME ATALHOS EM SUA VIDA. Caminhos mais curtos e desconhecidos podem custar a sua vida.
2. NUNCA SEJA CURIOSO PARA AQUILO QUE É MAL, pois a curiosidade para o mal pode ser mortal.
3. NUNCA TOME DECISÕES EM MOMENTOS DE ÓDIO OU DE DOR, pois você pode se arrepender
e ser tarde demais.
Após dar os conselhos, o patrão disse ao rapaz, que já não era tão jovem assim:
“AQUI VOCÊ TEM TRÊS PÃES, estes dois são para você comer durante a viagem e este terceiro é para comer com sua esposa quando chegar a sua casa.“
O homem então, seguiu seu caminho de volta, depois de vinte anos longe de casa e da esposa que ele
tanto amava.

Após primeiro dia de viagem, encontrou um andarilho que o cumprimentou e lhe perguntou:”Pra onde você vai?“
Ele respondeu: “Vou para um lugar muito distante que fica a mais de vinte dias de caminhada por essa estrada.”
O andarilho disse-lhe então: “Rapaz, este caminho é muito longo, eu conheço um atalho que é dez,
e você chega em poucos dias..“

O rapaz contente, começou a seguir pelo atalho, quando lembrou-se do primeiro conselho, então voltou e seguiu o caminho normal.
Dias depois soube que o atalho levava a uma emboscada.
Depois de alguns dias de viagem, cansado ao extremo, achou pensão à beira da estrada, onde pode hospedar-se.

Pagou a diária e após tomar um banho deitou-se para dormir.
De madrugada acordou assustado com um grito estarrecedor. Levantou-se de um salto só e dirigiu-se à porta para ir até o local do grito.
Quando estava abrindo a porta, lembrou-se do segundo conselho.
Voltou, deitou-se e dormiu.

Ao amanhecer, após tomar café, o dono da hospedagem lhe perguntou se ele não havia escutado gritos durante a noite, e ele respondeu que sim.
O hospedeiro perguntou-lhe se não estava curioso a respeito, e ele respondeu que não.
O hospedeiro prosseguiu: “VOCÊ É O PRIMEIRO HÓSPEDE A SAIR DAQUI VIVO, pois meu filho tem crises de loucura, grita durante a noite… e quando
o hóspede sai, mata-o e enterra-o no quintal.”

O rapaz prosseguiu na sua longa jornada, ansioso por chegar a sua casa.
Depois de muitos dias e noites de caminhada… Já ao entardecer, viu entre as árvores a fumaça de sua casinha, andou e logo viu entre os arbustos a silhueta de sua esposa.
Estava anoitecendo, mas ele pode ver que ela não estava só.
Andou mais um pouco e viu que ela tinha entre as pernas, um homem a quem estava acariciando
os cabelos.

Quando viu aquela cena, seu coração se encheu de ódio e amargura e decidiu-se a correr de encontro aos dois e a matá-los sem piedade.
Respirou fundo, apressou os passos, quando lembrou-se do terceiro conselho.
Então parou, refletiu e decidiu dormir aquela noite ali mesmo e no dia seguinte tomar uma decisão.

Ao amanhecer, já com a cabeça fria, ele pensou:
“NÃO VOU MATAR MINHA ESPOSA E NEM O SEU AMANTE.
Vou voltar para o meu patrão e pedir que ele me aceite de volta.
Só que antes, quero dizer a minha esposa que eu sempre FUI FIEL A ELA”.

Dirigiu-se à porta da casa e bateu.
Quando a esposa abre a porta e o reconhece, se atira em seu pescoço e o abraça afetuosamente.
Ele tenta afastá-la, mas não consegue. Então, com lágrimas nos olhos lhe diz: “Eu fui fiel a você e você me traiu…”
Ela espantada lhe responde: “Como? Eu nunca lhe trai, esperei durante esses vintes anos!”
Ele então lhe perguntou: “E aquele homem que
você estava acariciando ontem ao entardecer?”

“AQUELE HOMEM É NOSSO FILHO. Quando você foi embora, descobri que estava grávida. Hoje ele está com vinte anos de idade.“
Então o marido entrou, conheceu, abraçou o filho e contou-lhes toda a sua história, enquanto a esposa preparava o café.
Sentaram-se para tomar café e comer juntos o último pão.

APÓS A ORAÇÃO DE AGRADECIMENTO, COM LÁGRIMAS DE EMOÇÃO, ele parte o pão e, ao abri-lo, encontra todo o seu dinheiro, o pagamento por seus vinte anos de dedicação!

Muitas vezes achamos que o atalho “queima etapas” e nos faz chegar mais rápido, o que nem sempre é verdade…
Muitas vezes somos curiosos, queremos saber de coisas que nem ao menos nos dizem respeito e que nada de bom nos acrescentará…
Outras vezes, agimos por impulso, na hora da raiva, e fatalmente nos arrependemos depois…

Espero que você, assim como eu, não se esqueça desses três conselhos e que, principalmente, não se esqueça de CONFIAR em DEUS… (mesmo que a vida, muitas vezes já tenha te dado motivos para a desconfiança).

Outra coisa…
Não guarde essa mensagem numa pasta, envie para seus amigos…
Não perca a oportunidade de fazer (mais) feliz o dia de alguém, pois esta bela história nos instiga à boas atitudes em situações extremas..

Deus te abençoe!

Anúncios

Torradas Queimadas

7 de julho de 2011

TORRADAS QUEIMADAS

Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um
lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar.
E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses,
depois de um dia de trabalho, muito duro.
Naquela noite, minha mãe pôs um prato de ovos, linguiça e torradas bastante
queimadas, defronte ao meu pai.
Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato.
Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me
perguntar como tinha sido o meu dia, na escola.
Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele
lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.
Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por
haver queimado a torrada.
E eu nunca esquecerei o que ele disse: ” – Adorei a torrada queimada…”
Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai,
eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada.
Ele me envolveu em seus braços e me disse:
” – Companheiro, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava
realmente cansada… Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém.
A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também
não sou o melhor marido, empregado, ou cozinheiro, talvez nem o melhor pai,
mesmo que tente todos os dias!
O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas
alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das
chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.
Desde que eu e sua mãe nos unimos, aprendemos, os dois, a suprir um as
falhas do outro.
Eu sei cozinhar muito pouco, mas aprendi a deixar uma panela de alumínio
brilhando. Ela não sabe usar a furadeira, mas após minhas reformas, ela faz
tudo ficar cheiroso, de tão limpo. Eu não sei fazer uma lasanha como ela,
mas ela não sabe assar uma carne como eu. Eu nunca soube fazer você dormir,
mas comigo você tomava banho rápido, sem reclamar.
A soma de nós dois monta o mundo que você recebeu e que te apoia, eu e ela
nos completamos. Nossa família deve aproveitar este nosso universo enquanto
temos os dois presentes. Não que mais tarde, o dia que um partir, este Mundo
vá desmoronar, não vai. Novamente teremos que aprender e nos adaptar para
fazer o melhor.
De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo
de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, colegas e
com amigos. Então filho, se esforce para ser sempre tolerante,
principalmente com quem dedica o precioso tempo da vida, a você e ao
próximo.”
“As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse.             
Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir.”


Obs. Infelizmente não consegui localizar o autor.
Postado por Juliana Starosky às 05:18

11 Respostas do DIABO

7 de abril de 2011
Porque eu sou o SENHOR teu Deus, que agito o mar, de modo que bramem as suas ondas. O SENHOR dos Exércitos é o seu nome.

11 PERGUNTAS FEITAS PARA O DIABO:


QUEM O CRIOU?
Lúcifer : Fui criado pelo próprio Deus, bem antes da existência do homem. [Ezequiel 28:15]

COMO VOCÊ ERA QUANDO FOI CRIADO?
Lúcifer : Vim à existência já na forma adulta e, como Adão, não tive infância. Eu era um símbolo de perfeição, cheio de sabedoria e formosura e minhas vestes foram preparadas com pedras preciosas. [Ezequiel 28:12,13]

ONDE VOCÊ MORAVA?
Lúcifer : No Jardim do Éden e caminhava no brilho das pedras preciosas do monte Santo de Deus. [Ezequiel 28:13]

QUAL ERA SUA FUNÇÃO NO REINO DE DEUS?
Lúcifer : Como querubim da guarda, ungido e estabelecido por Deus, minha função era guardar a Glória de Deus e conduzir os louvores dos anjos. Um terço deles estava sob o meu comando. [Ezequiel 28:14; Apocalipse 12:4]

ALGUMA COISA FALTAVA A VOCÊ?
Lúcifer : (reflexivo, diminuiu o tom de voz) Não, nada. [Ezequiel 28:13]

O QUE ACONTECEU QUE O AFASTOU DA FUNÇÃO DE MAIOR HONRA QUE UM SER VIVO PODERIA TER?
Lúcifer : Isso não aconteceu de repente. Um dia eu me vi nas pedras (como espelho) e percebi que sobrepujava os outros anjos (talvez não a Miguel ou Gabriel) em beleza, força e inteligência. Comecei então a pensar como seria ser adorado como deus e passei a desejar isto no meu coração. Do desejo passei para o planejamento, estudando como firmar o meu trono acima das estrelas de Deus e ser semelhante a Ele. Num determinado dia tentei realizar meu desejo, mas acabei expulso do Santo Monte de Deus. [Isaías 14:13,14; Ezequiel 28: 15-17]

O QUE DETONOU FINALMENTE A SUA REBELIÃO?
Lúcifer : Quando percebi que Deus estava para criar alguém semelhante a Ele e, por conseqüência, superior a mim, não consegui aceitar o fato. Manifestei então os verdadeiros propósitos do meu coração. [Isaías 14:12-14]

O QUE ACONTECEU COM OS ANJOS QUE ESTAVAM SOB O SEU COMANDO?
Lúcifer : Eles me seguiram e também foram expulsos. Formamos juntos o império das trevas. [Apocalipse 12:3,4]

COMO VOCÊ ENCARA O HOMEM?
Lúcifer : (com raiva) Tenho ódio da raça humana e faço tudo para destruí-la, pois eu a invejo. Eu é que deveria ser semelhante a Deus. [1Pedro 5:8]

QUAIS SÃO SUAS ESTRATÉGIAS PARA DESTRUIR O HOMEM?
Lúcifer : Meu objetivo maior é afastá-los de Deus. Eu estimulo a praticar o mal e confundo suas idéias com um mar de filosofias, pensamentos e religiões cheias de mentiras, misturadas com algumas verdades. Envio meus mensageiros travestidos, para confundir aqueles que querem buscar a Deus. Torno a mentira parecida com a verdade, induzindo o homem ao engano e a ficar longe de Deus, achando que está perto. E tem mais.. Faço com que a mensagem de Jesus pareça uma tolice anacrônica, tento estimular o orgulho, a soberba, o egoísmo, a inimizade e o ódio dos homens. Trabalho arduamente com o meu séquito para enfraquecer as igrejas, lançando divisões, desânimo, críticas aos líderes, adultério, mágoas, friezas espirituais, avareza e falta de compromisso (ri às escaras). Tento destruir a vida dos pastores, principalmente com o sexo, ingratidão, falta de tempo para Deus e orgulho. [1Pedro 5:8; Tiago 4:7; Gálatas 5:19-21; 1 corintios 3:3; 2 Pedro 2:1; 2 Timóteo 3:1-8; Apocalipse 12:9]

E SOBRE O FUTURO?
Lúcifer : (com o semblante de ódio) Eu sei que não posso vencer a Deus e me resta pouco tempo para ir ao lago de fogo, minha prisão eterna. Eu e meus anjos trabalharemos com afinco para levarmos o maior número possível de pessoas conosco. [Ezequiel 28:19; Judas 6; Apocalipse 20:10,15]

MEDITE NESSA MENSAGEM. VEJAM QUE FOI ELABORADA COM BASE NOS VERSÍCULOS BÍBLICOS, POR ISSO É UMA ILUSTRAÇÃO DA MAIS PURA VERDADE.

“COMO DIZ O ESPÍRITO SANTO: HOJE, SE OUVIRDES A SUA VOZ, NÃO ENDUREÇAIS OS VOSSOS CORAÇÕES.” HEBREUS 3:7,8

“Ninguém tem maior amor do que este: de dar a Sua vida em favor dos Seus amigos..” João 15:13

Desconheço a AUTORIA, porém achei muito pertinente.


A Conjuntura do Financiamento Público da Saúde 2011

15 de março de 2011

A CONJUNTURA DO FINANCIAMENTO PÚBLICO DA SAÚDE NO INÍCIO DE 2011- GILSON CARVALHO

Mais um ano se inicia e o maior dos problemas do sistema público de saúde do Brasil, continua sendo o brutal desfinanciamento. Coincide este início de ano com novos governantes nacional e estaduais o que nos leva mais uma vez, a pressionar para que aconteça este debate crucial.

O mesmo dilema de sempre volta à tona: falta dinheiro ou falta eficiência no seu gasto? Tão primária esta discussão polarizada e maniqueísta, que agride o bom senso!

Farei uma comparação, aparentemente inocente, mas que assistimos todos os dias. Vejo o SUS como um trabalhador de salário mínimo com um casal de filhos que não dá conta de viver com o mínimo de dignidade. Duas avaliações surgem. De um lado aqueles que avaliam que é impossível viver com dignidade com uma renda per capita desta família em cerca de ¼ do salário mínimo: estado de miserabilidade ou pobreza extrema. Mas, também, todos conhecemos o outro lado que vai dizer que o problema é o pobre não saber usar bem seus poucos recursos, que há desperdício, que usa errado, que não prioriza. Esta discussão é antiga e repetitiva. Parece difícil as pessoas fazerem a junção destas duas  hipóteses explicativas. É necessário mais recursos e, sempre,  gastar bem estes recursos. É extremamente comodista as posições extremas se fixando na defesa de uma única destas hipóteses: mais dinheiro  ou mais eficiência.

Com a saúde pública os caminhos são por aí também: buscar mais recursos e melhorar a eficiência de seu uso.

A melhora da eficiência passa pela melhora do uso errado ou mal uso. Combater o uso errado através de mais e melhor cumprimento dos objetivos, princípios e diretrizes do SUS, melhor diagnóstico de situação, melhor planejamento; descrição de processos de trabalho, rotinas e protocolos das ações meio e fim; uso massivo  do instrumental da informática; melhora na gestão de pessoas, administrativo-financeira,  materiais e medicamentos, transporte, uso racional de serviços, ações e medicamentos… etc. Eficiência também no combate ao mal uso de todos os atos, diretos e indiretos que representem corrupção desde o desvio explícito de recursos físico-financeiros até as formas indiretas de corrupção por desvio de material, descumprimento de carga contratual de trabalho, uso de bens e serviços públicos em proveito e usufruto privado etc. etc.

A necessidade de mais recursos financeiros tem evidências facilmente demonstráveis. É incomparável a disparidade a menor dos recursos destinados à saúde pública no Brasil sob vários paradigmas: valor per capita usado pelos planos de saúde brasileiros para a sua clientela sem considerar que oferecem menos serviços, nem o percentual remuneratório do capital constitucionalmente permitido; o valor per capita e de percentual do PIB dos recursos gastos em outros países com sistemas universais de saúde. Para estas comparações temos que tomar três grupos de dados: os gastos públicos com saúde no Brasil pelas três esferas de governo em 2009 que são os hoje disponíveis; gastos de planos e seguros de saúde no Brasil no mesmo ano; gastos de países com sistemas universais de saúde em ano próximo. Lembro que no rigor científico as comparações sempre claudicam pois as realidades nunca são exatamente comparáveis.Não se podem comparar incomparáveis, mas é a única maneira de aproximação que podemos utilizar.

Trabalhamos com os dados saúde Brasil de 2009, pois só daqui alguns meses teremos os dados de 2010. O gasto público estimado para 2009 foi de R$58 bi da União, R$34 dos Estados e R$35 bi dos Municípios perfazendo um total público de R$127 bi , 47% de todo o gasto com saúde no Brasil e 4% do PIB.

O gasto privado em 2009, pode ser analisado em três grandes grupos. O gasto com planos e seguros de saúde R$64 bi. O gasto direto do brasileiro financiando examês, consultas, internações R$24 bi. O gasto com medicamentos diretamente adquiridos nas farmácias pelo cidadão,  R$55 bi. Nestas estimativas o gasto total privado chega a R$143 bi , 53% do gasto total em saúde e 4,5% do PIB.  O gasto total em saúde no Brasil, estimado para 2009 é de R$270 bi ou seja 8,5% do PIB brasileiro. Poderíamos fazer outro cálculo deste gasto computando-se a renúncia fiscal que foi de R$12,9 bi em 2009. Renúncia do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas, o subsídio aos medicamentos e a renúncia fiscal com as entidades filantrópicas. Lembrarmo-nos que a União principalmente é uma grande financiadora dos planos de saúde com a assistência a seus servidores. Ainda existem os planos de saúde para o judiciário, ministério público e estatais. Aí haveria uma vira da público-privado onde o público seria o maior financiador da saúde no Brasil.

Não dispomos dos dados de 2009 com saúde dos países da OCDE nem mesmo da OMS. Vamos ter a limitação de usar dados do ano de 2007 da OCDE. São dois grupos de raciocínio usados na comparação com outros países: um utilizando-se o gasto per capita e outro o percentual do PIB. A primeira questão é qual é a média de gasto per capita de países com sistema universais como o Brasileiro? A média do gasto per capita é em US$ 2.370 PPP. O Brasil em 2009 gastou R$649  ou  US$ 433 PPP per capita. Se utilizados o mesmo valor dos países com sistemas universais o Brasil necessitaria com sua população de cerca de US$ 453 bi PPP ou R$ 679.

Usando o outro raciocínio do  % do PIB podemos fazer uma média dos seguintes países Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Irlanda, Itália, México, Holanda, Noruega, Espanha, Suécia, Inglaterra  e teremos um gasto médio de 9,7% do PIB.

Podemos comparar estes dados conjuntamente atribuindo-se um valor para o Brasil em bilhões de dólares para cada um dos parâmetros. Os gastos públicos com saúde em 2009 foram de R$127 bi. Se utilizado 9,7% do PIB são necessários R$ 314 bi. Se utilizado o mesmo per capita dos planos e seguros de saúde seriam necessários R$295 BI. Se utilizado o mesmo per capita médio dos países com sistemas universais seriam necessários R$679 bi.

Estas análises sumárias, com todas as limitações, dão uma dimensão de que não seja apenas uma percepção dos governos, dos profissionais e dos cidadãos usuários: existe falta absoluta de recursos que jamais poderá ser suprida apenas com medidas de melhor eficiência no uso de parcos recursos.

Quais as saídas para este subfinanciamento da saúde pública brasileira?

  1. Regulamentação da EC-29.

Com mais de seis anos de atraso está em votação o PLP de regulamentação da EC-29. Desde 2003 o projeto do Deputado Roberto Gouveia se arrasta em idas e vindas. Nenhum projeto fala em aumentar os percentuais de financiamento dos estados (mínimo de 12%) e dos municípios (mínimo de 15%). Sabe-se que os estados têm que cumprir este mínimo pois quase a metade deles ainda não o atinge. Municípios têm superado em cerca de 30% e só no ano de 2009 colocou cerca de 10 bi a mais que o mínimo. O nó é o subfinanciamento histórico federal. São dois os projetos hoje em tramitação e que neste ponto visam tornar mais justo o financiamento federal. Existe o projeto capitaneado pelo Governo e sua base que é o de manter o quantitativo federal ancorado no percentual de crescimento do PIB e de colocar dinheiro a mais só se for criada a CSS. Outro é aquele que ancora o financiamento federal em 10% da RCB-Receita Corrente Bruta federal que já teve a aprovação unânime d o Senado. O projeto da Câmara é tudo que não queremos, pois cria uma contribuição social para a saúde que vai estimativamente arrecadar cerca de R$15 bi mas que vai significar um aumento real para o financiamento da saúde de apenas cerca de R$5 bi. Os quinze bi terão que sofrer deduções: de R$3 bi para a receita geral da união pela constitucional DRU aprovada no Congresso; de uns R$7 bi para compensar a perda dos recursos públicos estaduais que não incluirão mais no cálculo de seus 12% os recursos a base destinada ao FUNDEB (imoralidade já aprovada na Câmara). O impasse passa por uma decisão estratégica complicada: aprovar de qualquer maneira na Câmara, com todas as desvantagens e apostar numa mudança radical no senado em que a saúde ganhe, sem perder. O risco é apostarmos na mudança do projeto quando chegar ao senado e esta mudança não acontecer. Corremos o risco de ir pedir mais contribuição da sociedade e esta, mais uma vez, não ser levada pela s aúde que fica com o ônus e desgaste de ter criada a CSS que nada trará de mais recursos pois serão constitucional e legalmente desviados para outras áreas!!! Mais uma agressão aos cidadãos e mais um fiasco que à frente será atribuído à saúde

  1. Reforma tributária

Muito se discutiu nestes últimos anos sobre a necessidade de se fazer uma reforma tributária no Brasil. A reforma tributária necessária é aquela que traga mais justiça fiscal buscando recursos de quem mais tem e amealha ao contrário de hoje onde os que menos têm mais contribuem proporcionalmente. Outra questão crucial é a facilidade de arrecadação com menos custo no processo para se ter mais na atividade finalística. O projeto de lei discutido no Congresso e a proposta do relator estão sendo bombardeadas deste ano passado levando-se em consideração que seja uma proposta ruim. A área de proteção social (saúde, previdência, assistência social, trabalho e educação) acaba sendo a maior perdedora. O caminho é estar alerta para que não se tende novamente colocá-la em votação pois, entre outras, a atual proposta faz mal à saúde.

Para finalizar e reafirmando o raciocínio inicial: junto com mais dinheiro é necessária mais eficiência no uso dos recursos. Minha constatação é de que quem mais sofre com a falta de financiamento é o cidadão que não dispõe dos serviços necessários à promoção, proteção e recuperação de sua saúde. Depois disto tenho que lembrar que são  estados e municípios corretos, que usam mais eficientemente os recursos, que cumprem os mínimos constitucionais que mais amargam com a falta de recursos. Para se punir corruptos e ineficientes, quem paga esta conta é o gestor correto e eficiente.

 


Se Somos Todos Vítimas… Cadê os culpados?

15 de março de 2011

TEXTO DO MÉDICO DOUGLAS KOGA – MÉDICO COLOPROCTOLOGISTA MÉDICO AUDITOR E ENTUSIASTA DO SUS

Se somos todos vítimas…cadê os culpados?

Publicado em 01/02/2011 por Dr.Douglas Koga

É o que costumo discursar em todo local que vou. A cultura da vitimização, ou seja, somos todos vítimas de algo. Do sistema, da escola, da loja, da empresa, do governo, dos pais, dos filhos, avós, tios, tias, médicos, advogados, políticos, eletricistas, jornalistas, etc.etc.etc.
Ou seja, sempre tem em quem por a culpa.
Natural, é mais fácil. Reclamar sem assumir responsabilidades. Nunca é culpa “minha”.
Pior de tudo é o governo e as “ciências” fomentarem e apoiarem isso.

Bolsa disso, bolsa daquilo, cotas disso, daqueles e destes, PROCON, IDEC, pro- sei lá o que, etc.etc.etc.
Pior ainda, todos acham que tem direito disso, daquilo, daquele, deste, disto, naquilo, noutrem e etc.

Ainda pior são as várias associações, organizações, instituições de toda sorte que estão lá para reivindicar uma luz na ribalta e criar, numa névoa de palavras técnicas, a ilusão de direitos e deveres baseados em hipóteses não testadas – talvez para melhorar o mercado de trabalho ou auto-promoção, sei lá…
Mas na hora de respeitar o direito dos outros…
Com coisas simples:
a) não jogar papel na rua como um porco nojento sem educação
b) não fazer barulho nas vizinhanças (lei do silêncio) quem nem uma gralha escandalosa e sem noção do que é boa vizinhança
c) não fumar onde não deve que nem um maldito incenso fedido
d) não estacionar em lugar errado como um imbecil e burro que não sabe leis de trânsito e convivência social
e) não colocar a droga do veículo conduzido por animal (não estou falando de tração animal), com total falta de respeito pelos outros na vaga de deficientes ou idosos.
f) quando for idoso não sair abusando da sua condição para fazer errado ou mal feito como idiota que foi quando jovem.
g) ajudar aquela cega que espera na esquina a atravessar a rua (poxa vida gente, vai perder uns 30 segundos nisso – que custa?)
h) quando for conversar com alguém usar: obrigado, por favor, com licença, entre outras convenções sociais que permite harmonia e paz na sociedade
i) deixe o cara que tá sinalizando que precisa converter a esquerda (ou direita) passar.
j) deixa a coitada que tá pegando a vó doente no hospital SAIR COM O CARRO DA VAGA (que custa ser gentil?)
k) se seu filho estiver indo mal na escola, pense que a culpa pode não ser do sistema e sim do pai ausente, mãe omissa e filho vagabundo que só quer ficar na internet e etc e vá conversar com a professora ou diretora ou pedagoga pedindo conselhos e não enfiando o dedo dizendo que vai processar. Seu filho agradece pelo futuro melhor que terá se aprender o valor do esforço próprio

e acima de tudo FAÇA ISSO SEM ESPERAR UM PRÊMIO OU MEDALHA. É obrigação moral de todos. E também não se sinta idiota de estar fazendo o bem e o resto aproveitando-se da sua bondade. Idiotas são os outros pois o mundo da voltas e o universo tem suas próprias leis.

http://douglaskoga.wordpress.com/2011/02/01/se-somos-todos-vitimas-cade-os-culpados/

 


Qualidade de Vida

8 de fevereiro de 2011

21 conselhos das Universidades de Medicina:
Harvard e Cambridge publicaram recentemente um compêndio com 20 Conselhos saudáveis para melhorar a qualidade de vida de forma prática e habitual :

01- Um copo de suco de laranja
Diariamente para aumentar o Ferro e repor a vitamina C.

02- Salpicar canela no café
(mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).

03- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral
O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais Ferro que tem o pão branco.

04- Mastigar os vegetais por mais tempo.
Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham OS vegetais, melhor efeito preventivo têm.

05- Adotar a regra dos 80%:
Servir-se menos 20% da comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

06- LARANJA o futuro está na laranja, que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.

07- Fazer refeições coloridas como o arco-íris .
Comer DIARIAMENTE, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, Verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.

08- Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate.
Mas escolha as pizzas de massa fininha. O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando OS tomates estão em molhos para massas ou para pizza .

09- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente .
As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.

10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória…
Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova… Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto.

11- Usar fio dental e não mastigar chicletes .
Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração. Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.

12- Rir.
Uma boa gargalhada é um ‘mini-workout’, um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida.
Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e OS anticorpos.

13- Não descascar com antecipação.
Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos. Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.

14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando.
Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã .

15- Desfrutar de uma xícara de chá.
O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá Verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias. Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16- Ter um animal de estimação.
As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente, dizem os cientistas da Cambridge University. Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue.
Os cães são OS melhores, mas até um peixinho dourado pode causar um bom resultado.

17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche.
Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, segundo cientistas da Harvard Medical School; vantagens outras são conseguidas atráves de verduras frescas.

18- Reorganizar a geladeira .
As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem. Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo ou guardar em um tape ware escuro e bem fechado.

19- Comer como um passarinho.
A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes. E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.

20- Uma banana por dia quase dispensa o médico, vejamos: ” Pesquisa da Universidade de Bekeley”.
A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então, é ou não é um remédio natural contra várias doenças?

21- e, por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:
-comer chocolate.
Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio..

– pensar positivamente .
Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas, que, além disso, pegam gripes e resfriados mais facilmente, são menos queridos e mais amargos.

– ser sociável.
Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família.

– conhecer a si mesmo .
Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o ‘ser’ sobre o ‘ter’ têm 35% de probabilidade de viver mais tempo, e de ter qualidade de vida…

‘Não parece tão sacrificante, não é verdade? Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos…
É exatamente o que diz uma certa frase de Sêneca:
‘Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável’!
“Crie bons hábitos e torne-se escravo deles, como costumamos ser dos maus hábitos”.


Desculpas e Perdão

20 de janeiro de 2011

Um pedido de desculpas pode não ser o suficiente para receber perdão

20 de janeiro de 2011 (Bibliomed). Um estudo coescrito pelos pesquisadores David De Cremer (Erasmus University in the Netherlands) e Chris Reinders Folmer ( Erasmus University and Madan M. Pillutla of London Business School) propôs discutir o processo de reconciliação entre as pessoas. A idéia surgiu depois que De Cremer observou que quando uma figura pública pedia desculpas na TV, a população não se sentia melhor quanto ao acontecido.

Para realizar a pesquisa, De Cremer deu 10 euros a 10 voluntários, e os posicionou em frente a computadores. Eles podiam ficar com os 10 euros, ou dá-los a alguém com quem eles se comunicavam através do computador. O dinheiro era triplicado, e então a pessoa podia escolher que quantidade tirada de 30 euros eles queriam devolver – mas apenas 5 euros eram retornados. Enquanto algumas pessoas receberam um pedido de desculpas pela transação desigual, os cientistas pediram ao restante a quem não havia sido feito o pedido que imaginassem a sensação de recebê-lo.

Os resultados mostraram que aqueles que imaginaram o pedido o valorizaram mais do que os que realmente receberam. Isso mostra que a maioria das pessoas não sabe resolver conflitos muito bem. Apesar de quererem um pedido de desculpas, quando ele é recebido não consideram tão satisfatório quanto a pessoa pensou que seria. A equipe responsável pela pesquisa também acredita que, como a desculpa é superestimada por quem vai recebê-la, o pedido pode convencer observadores externos mais do que a pessoa que foi ofendida.

“Eu acho que a desculpa é o primeiro passo no processo de reconciliação, (mas) você precisa mostrar que fará alguma outra coisa”, diz De Cremer.

Fonte: EurekAlert! 18 de janeiro de 2011.

Copyright © 2011 Bibliomed, Inc.


%d blogueiros gostam disto: