Modelo de Tratamento da Dependência Química

9 de novembro de 2011

6.DA ASSISTÊNCIA
6.1. O objetivo do tratamento implica no aprendizado de um novo modo de vida aos assistidos, livre do álcool e das drogas e no desenvolvimento de sua espiritualidade.
6.2. Todo indivíduo que vier a solicitar atendimento nesta entidade e que sofra de algum tipo estigma, preconceito e/ou descriminação por orientação sexual, dependência química, portador do HIV/doente de Aids tem direito ao sigilo absoluto quanto às suas informações íntimas e pessoais.
6.3.Os integrantes do Instituto laços que vier a infringir o sigilo absoluto dos casos do item acima, poderão ser enquadrados na forma da lei por: perdas e danos morais, caso denuncia da própria pessoa. Alerta a ética ministerial na qual a lei salvaguarda retirando o direito se outrem seja: pessoa física ou jurídica, obrigando-o na quebra de sigilo.
6.4. O processo de triagem é feito da seguinte forma:
6.4.1.Entrevista com o assistido e familiares;
6.4.2.Preenchimento do Cadastro de Assistência e,
6.4.3.Entrega de uma lista de exames, documentos e material de uso pessoal necessário.
6.5.Do Encaminhamento externo:
6.5.1.De acordo com o perfil do assistido feito na triagem, este poderá ser encaminhado para o serviço de rede assistencial da cidade:
a)Rede hospitalar;
b)Comunidades Terapêuticas;
c)Albergues;
d)Casas de apoio e outros.
6.6.Para a admissão na Casa de Apoio, faz-se necessário:
6.6.1.Apresentação dos documentos;
6.6.2.Exames e avaliação médica;
6.6.3.Lista de materiais de uso pessoal;
6.6.4.Leitura e assinatura do regimento interno da Casa de Apoio e,
6.6.5.Submeter-se a uma revista no momento da admissão.
6.7. São normas a serem seguidas para a permanência do assistido no Instituto:
6.7.1.Deve submeter-se ao regime disciplinar determinado e corresponder com a avaliação e evolução em seu comportamento;
6.7.2. Cumprir a escala de tarefas dos residentes na Casa-Lar.
6.7.3.O uso e posse de dinheiro não são permitidos durante a primeira fase;
6.7.4.Toda e qualquer contribuição financeira ao Instituto por parte de familiares, amigos e outros, deve ser feita mediante recibo assinado pelo Presidente ou Tesoureiro.

7.DO PROGRAMA DA ASSISTÊNCIA INTEGRAL
7.1. O programa de Assistência Integral do Instituto Laços de Solidariedade se desenvolve em 3 (três) áreas: Corpo, Alma e Espírito. Acreditamos no Ser Humano como tri-dimensional.
7.1.1.Corpo: através da educação e orientação de hábitos saudáveis que visem uma melhoria permanente na qualidade de vida.
7.1.2.Alma: Aconselhamento visando o “Tratamento da Cura Interior”. Trabalhando a Auto-estima, Identidade Própria, Auto-Aceitação, Perdão, Amor Incondicional (Através dos Passos da Cura Interior, apostila integrante do Material de Treinamento para formação de Conselheiros do Instituto Laços de Solidariedade).
7.1.3.Espírito: levando o indivíduo ao fortalecimento da fé e confiança em Deus, como também a um resgate de valores espirituais, através da Leitura, meditação e Reflexão da Bíblia (A Palavra de Deus) e Oração.
7.2. Para cada assistido é aberta uma ficha de controle onde constam as informações do andamento do tratamento, onde somente a equipe de conselheiros pode ter acesso.
7.3. O desempenho do assistido na realização de suas atividades, como também seu comportamento e relacionamento com os demais, são constantemente avaliados e registrados, no Livro de Ocorrências.
7.4. É obrigatório a todo o assistido:
7.4.1.Não receber visitas nos primeiros 30 (trinta) dias;
7.4.2.Respeitar os horários determinados;
7.4.3.Participar de todas as atividades e períodos durante o programa de recuperação e,
7.4.4.Respeitar e obedecer todos os monitores e Liderança.
7.5. Para o bem-estar integral dos assistidos trabalharemos em prol da formação de uma equipe interdisciplinar (Pastor, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Advogado, Pedagogo, Enfermeiro, e outros profissionais de acordo com a disponibilização no quadro de voluntários ou contratados).
7.5.1.O Atendimento se dará de forma:
a)Individual;
b)Grupo de Auto-ajuda e,
c)Atendimento aos familiares de forma individual ou em grupo.
7.5.2.Atividades em grupo realizadas pela equipe do Instituto destinada aos assistidos e familiares, tais como:
a)Jogos;
b)Dinâmicas;
c)Discussão de texto;
d)Livros;
e)Filmes e,
f)Músicas.
7.6. A Assistência Integral baseia-se no incentivo de hábitos da vida saudável, tais como:
7.6.1.Alimentação balanceada;
7.6.2.Higiene pessoal;
7.6.3.Saúde do corpo;
7.6.4.Repouso e,
7.6.5.Incentivo ao exercício físico

8.DA REINSERÇÃO SOCIAL
8.1. A etapa de Reinserção Social do assistido está dividida em três fases:
8.1.1.Acolhimento:
a)Nesta fase trabalha-se a educação e a orientação para uma melhoria de qualidade de vida adotando práticas de hábitos saudáveis de vida e,
b)Disciplina de horários, cuidado com pertences, participar de escalas de tarefas para manutenção, limpeza e ordem na casa de apoio.
8.1.2.Reflexão de Valores e Princípios:
Parágrafo único -Nesta fase trabalha-se relacionamento; trabalho em equipe; Resgate da espiritualidade; Tratamento da “Cura Interior”.
8.1.3.Autonomia:
8.1.3.1.Trabalha-se a educação vocacional e para o trabalho:
a)Oficinas profissionalizantes;
b)Artesanato e,
c)Cursos Técnicos.
8.1.3.2.Legalização de toda documentação e,
8.1.4.Encaminhamento para o mercado de trabalho.

Anúncios

InfraEstrutura do Laços de Solidariedade

6 de abril de 2011
Melhorarias   na infraestrutura do INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE.
O Planejamento para este ano de Reforma é o seguinte:
1 – Colocar uma MANTA TÉRMICA na sala de Palestras (Sala Multi-uso), escritório, Refeitório e Alojamentos.
Dado que o forro é de PVC e o telhado é de eternite, então é muito quente, mesmo nos dias amenos dentro é abafado.
2 – CLIMATIZAR o Refeitório e os 2 alojamentos.
3 – Precisamos de algumas DIVISÓRIAS para o escritório e para a sala de multi-uso.
4- ARQUIVO DE AÇO com chave;
5- TELA DE PROJEÇÃO. Nossa tela é um lençol.
6- FOGÃO de 6 bocas, o nosso está detonado é velho e não funciona direito.
7- 40 CADEIRAS – Nossas cadeiras estão rachadas, são fracas, velhas e os 3 bancos estão cheios de cupins, todo furado.
8- BEBEDOURO de água gelada;
9 – BELICHE – Para aumentarmos o número de vagas
10 – FREEZER HORIZONTAL;
11 – GELADEIRA DUPLEX;

CONTRIBUIÇÃO

BRADESCO

Agência 3018-0

Conta-Corrente 6021-6

BANCO DO BRASIL

Agência 0828-1

Conta-Corrente 20101-4

OBS. – Disponibilizamos de Recibo com CNPJ,

Relatórios de Atividades

Solidariamente,

Neusa Maria Alcântara
Fone: (47) 9922-8893
3028-6767

O que segue a justiça e a beneficência achará a vida, a justiça e a honra.Provérbios 21:21
Centro de Aconselhamento, Assistência Integral e Treinamento:INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE

 


Informativo 002/2010

7 de março de 2010

AGENDA ATUALIZADA
Março/2010

Vem aí…

SEMINÁRIO DE ACONSELHAMENTO
Curso de Formação de Conselheiros
Dias 16 a 18/04/2010
Local: Itaguaçu
Vagas: 40

OBS – Maiores Informações e Inscrições: (47) 3028-6767 com Marcelo e Jô

……………………………………………………………………………………….

Aos Domingos: FRANGO ASSADO
Entre 11h00 e 13h00
Na Rua Almirante Jaceguay – Em frente a igreja Católica ao lado da Farmácia no Costa e Silva
Adquira um Frango Assado e você vai estar colaborando na manutenção do INSTITUTO LAÇOS DE SOLIDARIEDADE

OBS – Lembre-se não somos expert em gastronomia, fizemos o melhor que podemos e sabemos para captação de recursos.
Todo e qualquer lucro é revertido para a manutenção do Instituto, então lembre-se você não está pagando, você está colaborando com uma causa social,
pois somos uma instituição que não visa lucro monetário e sim resultados sociais de pessoas que não tinham qualquer valia para a sociedade e para família.

………………………………………………………………………………………….

GRUPO ATITUDE – Comissão de Eventos e Captação de Recursos

2as Feiras: 20h00

………………………………………………………………………………………….

EBENEZER – Louvor, Reflexão e Agradecimento a Deus
4as Feiras: 19h30
Local: Sede do Instituto Laços de Solidariedade
Rua Sehnen, 85 – Saguaçu – 89221-015 – Joinville-SC

OBS – No final uma SOPA para confraternização entre os assistidos da casa de apoio, familiares, voluntários e visitantes. (Cortesia da Casa).

…………………………………………………………………………………………..

VIGÍLIA de Oração – Reflexão, Louvor, Intercessão e Agradecimentos a Deus

6as Feiras: 22h00

……………………………………………………………………………………………

VOLUNTARIADO – Cadastro, Interação e Integração

5as Feiras: a partir das 19h00

……………………………………………………………………………………………..

REUNIÃO MENSAL DOS VOLUNTÁRIOS – Treinamento, Confraternização dos aniversariantes

Última 5a Feira de cada mês: 19h00

……………………………………………………………………………………………..

REUNIÃO MENSAL DA DIRETORIA

2º Sábado de cada mês: 15h00
Excepcionalmente no mes de Março ocorrerá no 3º Sábado dia: 20/03

……………………………………………………………………………………………..

ACONTECEU!!!

Conseguimos o Alvará Sanitário pela PMJ – mais uma vitória.
Bem como já temos o Título de Utilidade Pública Municipal e Utilidade Pública Estadual;

Houve eleição no Fórum Catarinense de ONGs Aids e fomos eleitos na Diretoria como Tesoureira;

Somos membro do Conselho Municipal de Saúde; bem como fazemos parte da Comissão de Capacitação e de Finanças deste Conselho.

……………………………………………………………………………………………..

DESAFIOS:

Reforma da Casa de Apoio; Uma condução própria.

Estamos pleiteando o título de Utilidade Pública Federal e o Registro no Conselho Municipal de Assistência Social

……………………………………………………………………………………………….

Solidariamente,

Neusa Maria Alcântara
Fone: (47) 9922-8893
3028-6767

Amá-lo de todo o coração, de todo o entendimento e de todas as forças, e amar ao próximo como a si mesmo é mais importante do que todos os sacrifícios e ofertas”.
Marcos 12:33

Instituto Laços de Solidariedade
http://www.lacosdesolidariedade.org/
Rua Sehnen, 85 – Saguaçu – Joinville – SC
E-mail: lacosdesolidariedade@gmail.com
MSN solidariedade2006@hotmail.com
http://twitter.com/neusa64


Projeto Assistência Integral

13 de março de 2009

 

PROJETO ASSISTENCIA INTEGRAL

 

OBJETIVO GERAL: Alcançar Pessoas que expressam seu desejo de mudança de comportamento insatisfeitos com a vida que estão levando até então, reduzindo a incidência de maiores danos a Saúde Física, Emocional, Mental, Social e Espiritual proporcionando uma Melhoria de Qualidade de Vida. METODOLOGIA: Assistência Bio-psicossocial e espiritual; Intervenção Comportamental; Terapia Cognitiva; Logoterapia; Alimentação Natural; Grupo de Auto-Ajuda e Aconselhamento Individual.

 

POPULAÇÃO-ALVO:

 

  1. HOMENS EM SITUAÇÃO DE RUA;

  2. EGRESSOS;

  3. HOMENS COM ALTA DE COMUNIDADES TERAPEUTICAS.

 

FASE I 1-3 meses TRIAGEM/ACOLHIMENTO

FASE II 3-6 meses CURA INTERIOR E LIBERTAÇÃO

FASE III 6-9 meses REINTEGRAÇÃO SOCIAL

FASE IV 9-18 meses CASA-LAR

 

Número de Pessoas em cada Fase: até 12 Pessoas

(10 pessoas sendo monitoradas por 1 monitor e auxiliar de monitor).

Sendo local distinto de uma fase para outra.

 

FASE I 1-3 meses TRIAGEM/ACOLHIMENTO

 

  1. Preenchimento do CADASTRO de TRIAGEM;

  2. Check-up Físico e Bucal;

  3. Ciência do Regimento Interno de acordo com a Fase do Programa de Ingresso;

  4. Assinatura do Termo de Compromisso ao Programa Ingressado.

 

  1. Encaminhamento ao Programa de acordo com a necessidade.

  2. Entrega do Kit de Higiene; roupas e calçados de acordo com a necessidade.

  3. Acomodação;

  4. Dinâmica de Integração ao grupo.

 

As atividades abaixo seguirão em todas as fases:

 

  1. Grupo de Apoio;

  2. Atendimento Individual;

  3. Participação nas Escalas;

  4. Integração às oficinas (Música, Artes Manuais…);

  5. Passeios e Atividades Externas.

 

FASE II 3-6 meses CURA INTERIOR E LIBERTAÇÃO

 

  1. Amor Incondicional

  2. Aceitação

  3. Perdoar

  4. Perdão

  5. Maldição

  6. Processo para a Cura

  7. Caminhando sempre em frente

 

FASE III 6-9 meses REINTEGRAÇÃO SOCIAL

 

  1. Regularização das DOCUMENTAÇÕES;

  2. Check-up Geral de Saúde física e bucal;

  3. Visitas aos finais de semana e feriados à Família

  4. Retorno à Escola;

  5. Ingresso em Cursos Profissionalizantes;

  6. Orientação Vocacional;

  7. Elaboração e distribuição de Curriculum Vitae;

  8. Ingresso ao Trabalho Formal.

 

FASE IV 9-18 meses CASA-LAR

Passado a Experiência no trabalho formal o morador passará a exercer Autonomia da Administração de Recursos Financeiros adquirido pelo seu próprio trabalho e Manutenção da Casa-Lar sob supervisão e monitoramento.

 

  1. Todas as Fases serão acompanhadas com grupo de auto-ajuda (GA-IF I; II; III ou IV) e Assistência Individual pelo menos semanalmente.

  2. Em todas as Fases os pais, familiares e amigos serão convidados a participar do Grupo de Apoio para pais, familiares e amigos (GA-PFA)

  3. Todas os grupos de acordo com a fase serão supervisionados por um monitor e um auxiliar de monitor indicado pela direção e eleito pelo grupo.

  4. Todas as Fases se regerão mediante um Regimento Interno Elaborado e Assinado pelo próprio grupo em conjunto com a direção.

  5. Uma equipe Interdisciplinar (Pastor, Médico, Psicólogo, Terapeuta Ocupacional, Assistente Social, Pedagogo, Dentista, Advogado e demais profissionais de acordo com o ingresso e necessidades) acompanhará os Ingressantes nos Programas.

EXPERIÊNCIA: Neusa Maria Alcântara

 

Desde 1992 trabalhando diretamente com Pessoas que moram e/ou vivem nas ruas; dependentes químicos; portadores do HIV/doentes de Aids; Trabalho em presídios; hospitais; favelas e praças de Curitiba, Rio de Janeiro e Joinville, através de Triagem, Aconselhamento, Acompanhamento, Encaminhamento, Casa de Apoio, Grupo para pais e grupo de apoio para assistidos pelos programas; Centro-dia de atenção à População de Rua, visitas domiciliares.

 

Ministrações em Seminários de Cura Interior.

Participação em Congressos de Cura Interior pela SEPAL/REVER (São Paulo; RJ; BH;) temas: Masculinidade e Feminilidade sadia, Vencendo a Depressão, Abuso sexual, O líder que Brilha, Mentoreamento para pastores e líderes, Curso de Aconselhamento Pastoral, Curso de Logoterapia em Curitiba-PR – Especialização, Prevenção e Assistência a dependentes químicos pela Cruz Vermelha em POA-RS; Curso de Especialização em Aconselhamento em dependencia química pela UFSC/SENAD entre outros tantos.

 

BIBLIOGRAFIA:

 

  1. Bíblia Sagrada

  2. Em Busca de Sentido (Victor Emil Frankl)

  3. Temperamentos Transformados (Tim Lahaye)

  4. Introdução à Restauração da Alma (David Kornfield)

  5. Aprofundando a Cura Interior Vol I e II (David Kornfield)

  6. Quebrando Correntes (Neil Anderson)

  7. Ira – Uma Opção – (Tim Lahaye)

  8. Prevenção à Recaída (Marlatt e Gordon)

  9. Por que Agimos como Agimos (Tim Lahaye)

  10. Modelo para Terapia Breve (Everett e Worthington)

  11. 12 Passos de AA

  12. Amor Exigente

  13. Dinâmicas para Grupos de Apoio (David Kornfield) entre outros…

 

PROJETO II – Casa de Apoio

 

POPULAÇÃO-ALVO:

  1. Doentes de Aids e portadores de Doenças decorrentes, incapacitadas para o trabalho temporariamente ou permanentemente.

 

Casa de Apoio 1-9 meses Até 12 Pessoas

Casa-Lar Até 12 Pessoas Tempo indefinido de moradia

 


Casa de Passagem

20 de julho de 2008

CASA DE PASSAGEM

Regime Aberto de Moradia Alternativa Assistida

Desde o dia 13/03/2008 abrimos as portas do Instituto Laços de Solidariedade para abrigar maiores abandonados num sistema de “Casa de Passagem”.

O sistema consiste num Regime Aberto de Moradia Alternativa Assistida em um modelo piloto em fase de implantação, experimentação e avaliação de resultados. Diferente de regime de casa de recuperação e de albergue. Portanto, não é uma casa de recuperação no estilo tradicional e nem um albergue.

Utilizamos a princípio a sede do Centro de Triagem, Aconselhamento e Treinamento do Instituto Laços de Solidariedade objetivando um local próprio adequado e com capacidade de até 12 pessoas. Hoje contamos com até 5 pessoas em Regime Aberto de Moradia Alternativa Assistida devido à capacidade restringida de recursos: Materiais, Financeiros e Humanos. O projeto com moradores de Rua em Joinville deu-se início em 2006 num sistema de Centro-dia de Atenção à População de Rua, e até então não contamos com convênios e subvenção social governamental e todo o nosso quadro de pessoal são voluntários.

Atividades em andamento:

· Triagem

· Acolhimento

· Cuidados com a saúde: física, emocional, social e espiritual

· Grupo de convivência

· Ressocialização à família

· Cidadania: Encaminhamento para regularização da documentação;

· Oficinas profissionalizantes (Objetivo ainda não implantado)

· Projetos de geração de renda (Objetivo ainda não implantado)

· Encaminhamento de volta às aulas;

· Encaminhamento para emprego

· Integração à igreja, grupos de jovens.

· Ressocialização à sociedade

Objetivos

1. Reduzir o índice de pessoas maiores de idade vivendo em situação de rua;

2. Reduzir a incidência de doenças transmissíveis e mortes entre os moradores de rua por conta de estarem vivendo num estilo sub-humano;

3. Reduzir o índice de violência e marginalidade nas ruas.

Diante de um Projeto necessário e urgente para uma população desassistida estamos buscando Parcerias, Apadrinhamento e Convênios com: Empresas, Igrejas, Governo e Pessoas que defendem a bandeira contra a desigualdade social colaborando de alguma forma como cidadão socialmente responsável:

1- Voluntário (dispensando horas ou períodos de tempo oferecendo suas habilidades);

2- Contribuindo com Recursos Materiais de acordo com a necessidade dos projetos;

3- Contribuindo Financeiramente (mensalmente ou esporadicamente com um valor de acordo com a possibilidade depositando em conta-corrente, trazendo na instituição ou buscamos no local designado pelo contribuinte); disponibilizamos de recibo e prestação de contas.

Levanta o pobre do pó,

e desde o monturo exalta o necessitado,

para o fazer assentar entre os príncipes,

para o fazer herdar o trono de glória;

porque do SENHOR são os alicerces da terra,

e assentou sobre eles o mundo.

I Samuel 2:8


Agenda Março/08

15 de março de 2008

Todas as 2as Feira estaremos realizando a REUNIÃO dos VOLUNTÁRIOS, das 19h00 as 21h00 e após seguiremos para Distribuição de REFEIÇÃO/LANCHE no MERCADO MUNICIPAL e PRAÇAS.
Se você deseja atuar também na área da ASSISTÊNCIA aos MORADORES de RUA é uma oportunidade. Por outro lado se não é sua MISSÃO, venha somente na REUNIÃO.
Você pode colaborar de várias formas neste PROJETO.
Participando pessoalmente na distribuição da refeição;
Tocando algum instrumento musical;
Aconselhando; Orientando; Encaminhando.
Contribuindo com ingredientes. Nesta 2a feira faremos um CACHORRO-QUENTE. Precisamos de: salsicha (5 kg), óleo, massa de tomate (3), colorau, cebola (1kg), tomate (1kg), milho (3), ervilha (3), e pães (cerca de 100 pães). (trazer até 2a feira as 14h00).
Você pode contribuir com roupas masculinas e calçados; material de higiene e limpeza; Bem como Ingredientes para o café e/ou almoço. Para os moradores de rua assistidos que frequentam o Instituto durante a semana.
Você pode contribuir em dinheiro. Depósito em conta-corrente do Instituto: BRADESCO agencia 3018-0 c/c 6021-6 ou trazer pessoalmente no Instituto.
A sua Presença é Preciosa e a sua Contribuição Valoroza
para a Continuação dos Projetos Sociais do Instituto.
OBS – Favor confirmar recebimento e divulgar para os seus contatos.

Solidariamente,

Neusa Maria Alcântara
Fone: (47) 9922-8893

“VOLUNTARIADO é Renunciar um pouco de Seu Tempo em Favor do Próximo” NMA

Instituto Laços de Solidariedade
http://www.lacosdesolidariedade.org/
Rua Orestes Guimarães, 1270 – América – Joinville – SC Fone: (47) 3028-6767
Meu Blog: http://neusa64.zip.net/
MSN solidariedade2006@hotmail.com

Pois nunca deixará de haver pobres na terra; pelo que eu te ordeno, dizendo: Livremente abrirás a mão para o teu irmão, para o teu necessitado, e para o teu pobre na tua terra. Deuteronômio 15:11


INFORMATIVO 004/08

24 de fevereiro de 2008

Algumas considerações em relação ao Instituto e esclarecimentos a respeito de ENCAMINHAMENTO de Assistidos Moradores de Rua:

1. O horário de Atendimento no Instituto é das 8:30 às 18:00 Horas de SEGUNDA a SEXTA-FEIRA. O atendimento do Instituto ainda não é 24 horas. E só temos uma pessoa trabalhando no Instituto em tempo integral e sem remuneração.
2. O Instituto ainda não dispõe de um alojamento adequado para assistidos pernoitar e também não temos um MONITOR que more no Instituto.
3. Não encaminhar assistidos moradores de rua para atendimento nos dias e locais dos EVENTOS do Instituto com objetivo de CAPTAÇÃO DE RECURSOS.
4. Nós não fornecemos ROUPAS SOCIAIS e CALÇADOS de marca para moradores de rua, porque roupa social, jeans em bom estado e calçados e tênis em bom estado é DINHEIRO para eles trocarem por drogas. Então as roupas que chegam em muito bom estado nós vendemos para CAPTAÇÃO DE RECURSOS objetivando a manutenção do Instituto. E precisamos de pessoas para selecionar as roupas, lavar, costurar.
5. Nós não fornecemos DINHEIRO para os assistidos, porque todos os dias aparecem pessoas que “perderam” os documentos (mas na verdade a maioria dos casos os documentos são empenhados em troca de drogas), traseuntes de outras cidade pedindo dinheiro para “passagem”. Primeiro porque não somos um “banco” ou não temos um “fundo” e nem é o objetivo fornecer dinheiro as pessoas, em segundo lugar, porque ainda não dispomos de uma assistente social ou uma pessoa que faça o serviço de averiguação para constatar se é verídico o que a pessoa está falando ou leve esta pessoa até a rodoviária, compre a passagem e embarque esta pessoa no ônibus solicitado. OBS – Este ano está completando 16 anos que trabalho com dependentes químicos, alcoolistas, população de rua… e conheço muito bem a dinâmica entre eles. Então o Objetivo é a Melhoria da Qualidade de vida deles e não alimentar o indivíduo na sua dependência seja ela química, dependência das ruas e não é o objetivo agir com maternalismo/paternalismo.
6. Nosso atendimento assistencial ainda é limitado. O atendimento assistencial no momento se resume em: Triagem, Aconselhamento e Encaminhamento.
7. O Instituto está em fase de Implantação na cidade de Joinville então carece de recursos: Humanos, Materiais e Financeiros. Estamos em fase de estabelecer parcerias para a abertura das frentes de trabalho de acordo com as Finalidades Estatutárias.
8. Os SERVIÇOS de:

* BANHO – Banheiros Adequados Feminino/Masculino e Máquina de Lavar/secar roupas + (kit: pente, sabonete, xampoo, toalha de banho, uma muda completa de roupas incluindo roupas íntimas);
* REFEIÇÃO – Cozinha Adequada e com todos os utensílios e eletrodomésticos necessários + (Kit: Almoço/janta: arroz, feijão, saladas, carne, suco; Café da manhã/tarde: leite, pão, margarina, doce, café, açúcar)

OBS – então não é somente oferecer banho e refeição, temos que ter o QUEM PREPARA isso? e QUEM FORNECE todos os itens necessários para compor os kits?

O Instituto não será mais um albergue ou mais uma casa de recuperação em Joinville, estes serviços já existem em Joinville. A proposta é muito além disso.

Se você deseja e anseia para ver este trabalho funcionando como deveria, então venha participar, venha ajudar a PREPARAR, a FORNECER e/ou a CAPTAR RECURSOS para que possamos oferecer uma ASSISTÊNCIA INTEGRAL e de QUALIDADE.

Tenham paciência porque vamos trabalhar de acordo com os recursos: humanos, materiais e financeiros. Não queremos oferecer um serviço precário que venha prejudicar a qualidade da assistência que o Instituto se propõe de acordo com a VISÃO.

Veja bem: trabalhamos sem salário, sem automóvel, com poucos recursos: materiais e financeiros e sem recursos humanos na área da assistência e mesmo assim, estamos dando o melhor de nós dentro de nossos limites, porque temos convicção do chamado e acreditamos numa melhoria de qualidade de vida para as pessoas necessitadas. É o sobrenatural de Deus que nos dá Amor Incondicional, força, ânimo e coragem para prosseguir num projeto que sabemos que nasceu no coração de Deus, apenas somos administradores e cooperadores nesta missão.

Entenda a Missão e a Visão:

Missão

O Instituto Laços de Solidariedade trabalha na promoção à saúde: Física-emocional, Mental, Social e Espiritual dos ASSISTIDOS pelos programas bem como na formação e capacitação de voluntários.

Visão

Implantar um Centro de Excelência, Referência e Consultoria, em Assistência Integral e Treinamento para formação de voluntários voltado ao terceiro setor na área de projetos sociais e de assistência.

* Participe das reuniões dos Voluntários todas as 2as Feiras as 19:30 H e venha ajudar na construção de estratégias para atingirmos a Missão e a Visão. Aceitamos sugestões e críticas construtivas.
* Participe como voluntário na área assistencial, dê um dia, uma tarde ou uma manhã durante o horário de expediente do Instituto.
* Trabalhe como Relações Públicas no seu próprio trabalho/empresa, na sua rede de amigos/familiares, divulgando, sensibilizando as pessoas à causa como VOLUNTÁRIOS e/ou MANTENEDORES. Use sua NetWork. Divulgue!!!
* Seja um PATROCINADOR, um MANTENEDOR, seja pessoa física ou jurídica, fornecemos recibo com CNPJ para possível dedução no IR e todos os CONTRIBUINTES têm livre acesso aos RELATÓRIOS FINANCEIROS do Instituto.

Em tempo: Em breve divulgaremos o BALANÇO do CARRETEIRO, foi um sucesso, graças a você, que auxiliou na ORGANIZAÇÃO, DIVULGANDO, COMPRANDO/VENDENDO convites, colaborando com INGREDIENTES e/ou CONTRIBUIÇÃO EM DINHEIRO.

DEUS, Obrigada por tudo!!! Tú és fiel!!! Amo a tua SOBERANIA!!!
VOLUNTÁRIO: você é o nosso maior PATRIMÔNIO, seu valor é inestimável.
ASSISTIDOS: a razão da EXISTÊNCIA do Instituto

Solidariamente,
Neusa Maria Alcântara
Fone: (47) 9922-8893

“VOLUNTARIADO é Renunciar um pouco de você em Benefício do Próximo” NMA

Instituto Laços de Solidariedade
http://www.lacosdesolidariedade.org/
Rua Orestes Guimarães, 1270 – América – Joinville – SC Fone: (47) 3028-6767
Meu Blog: http://neusa64.zip.net/
MSN lsolidariedade@gmail.com


%d blogueiros gostam disto: